Doria anuncia chegada de doses da Coronavac ainda esta semana

Compra inicial das doses prontas da vacina contra a Covid-19 foi autorizada pela Anvisa

Giulia Alecrim* Da CNN, em Sã
26 de outubro de 2020 às 19:13

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) declarou nesta segunda-feira (26/10), que as seis milhões de doses importadas da Coronavac pelo Instituto Butantan deverão chegar no Brasil até o final desta semana. O anúncio foi realizado durante uma coletiva de imprensa. 

A liberação da compra inicial das doses prontas da vacina contra a Covid-19 foi autorizada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) na última sexta-feira (23/10). O órgão, entretanto, ainda precisará realizar o registro do imunizante. Enquanto a eficácia da vacina candidata da Sinovac não for comprovada, as doses deverão permenecer congeladas e armazenadas no Instituto Butantan. 

Assista e leia também:

Anvisa autoriza Butantan a importar 6 milhões de doses da Coronavac
Correspondente Médico: Qual o futuro da vacina Coronavac no Brasil?

A vacina, que está na fase três de testes clínicos, contabiliza 13 mil voluntários em sete estados brasileiros, mais o Distrito Federal. Inicialmente, 46 milhões de  doses deverão ser fornecidas até dezembro de 2020, conforme assinado em termo de compromisso entre governo do estado e a farmacêutica chinesa no dia 30 de setembro. 

Na semana passada, o Ministério da Saúde chegou a anunciar que assinaria um acordo para a compra de 46 milhões de doses da vacina chinesa, mas o governo federal voltou atrás por decisão do presidente Jair Bolsonaro.

No total, sete vacinas estão sendo testadas no Brasil, são elas: CoronaVac, Pfizer e BioNTech, Johnson e Johnson, Universidade de Oxford e Astrazeneca, Sinopharm, Covax e Sputinik V. Os ensaios clínicos com as quatro primeiras foram aprovadas pela Anvisa.

*Supervisão de Evelyne Lorenzetti