Teste de Covid-19 poderá ser feito em casa; resultado sai em até 24 horas

Novo teste com saliva promete resultado em 24 horas

Layane Serrano Da CNN, em São Paulo
27 de outubro de 2020 às 12:22 | Atualizado 28 de outubro de 2020 às 07:24

 

Um teste rápido de saliva para Covid-19 que pode ser feito em casa será lançado nesta terça-feira (27). O resultado sai em 24 horas e o exame custa R$ 169. À CNN, David Schlesinger, CEO da Healthtech Meu Dna e da Mendelics, explica como funciona o procedimento.

“É um teste de saliva que sai o resultado muito rápido, em menos de 24 horas, e tem uma altíssima precisão. Quando ele dá positivo, é mais de 99% de certeza que a pessoa está infectada por Covid-19. Nem todo mundo que dá positivo vai ter sintomas. Já sabemos que apenas 25% das pessoas que tem a infecção vão ter algum sintoma, 75% não vai ter nenhum.”

Segundo ele, o teste está disponível apenas na cidade de São Paulo, pelo site MeuDNA.com. O resultado não é imediato: o material é coletado em domicílio, de onde é levado para um laboratório.

"Há alguns meses já estamos realizando testes em todo o Brasil a pedido de empresas, vendemos mais de 300 mil testes, já temos uma larga experiência. Na média os exames saem no mesmo dia, após três horas, mas colocamos como prazo 24 horas por segurança. Buscamos criar um teste rápido e prático, porque quanto mais rápido sai o resultado, mas ele ajuda a conter a pandemia.” 

Leia e assista também:

Hospital de Israel desenvolve teste instantâneo para Covid-19 a partir de saliva
EUA aprovam novo teste de Covid-19 por saliva que custará US$ 10
Correspondente Médico: Teste que identifica a Covid-19 pela saliva é confiável?

Ele explica que o teste com a saliva é confiável e mais confortável do que o PCR — em que uma haste é inserida na narina e precisa do auxílio de um profissional. "No teste de saliva é bem mais prático, você abre o cubinho, cospe mais ou menos 1 ml de saliva mais fluída e isso já é o suficiente para fazer o teste. Por meio do nosso site, temos todo um sistema de logística em São Paulo para entregar e buscar o kit para o laboratório. É o intermédio que traz mais segurança e que faltava para quem não pode sair de casa.” 

O novo teste é uma extensão do movimento #PareCovid, lançado pela Mendelics, empresa especializada em testes genômicos, em parceria com o Hospital Sírio Libanês. David Schlesinger comenta que o teste poderá ser útil principalmente para o Brasil se preparar para a segunda onda, se caso o país seguir o fluxo da Europa, e para eventos de retomada, como volta às aulas.

“Se o Brasil seguir o fluxo dos países da Europa, provavelmente viveremos a segunda onda e para isso precisamos estar preparados. Vamos poder usar o teste em diferentes situações, como muitas escolas poderão usar para a volta às aulas, as empresas poderão usar para retornar ao trabalho, além de festas em família que poderão ser realizadas com mais segurança. O teste “meuDNA” é mais uma ferramenta para conter a pandemia, além de usar máscara e do distanciamento social.”