Brasil registra mais 29 mil casos e 456 mortes por Covid-19

País já confirmou 5.819.496 diagnósticos e 164.946 vítimas da doença causada pelo novo coronavírus

Anna Satie, da CNN em São Paulo
13 de novembro de 2020 às 19:55 | Atualizado 13 de novembro de 2020 às 19:58
Coronavírus, Porto Alegre, máscara de proteção
Pedestres usam máscara para se proteger da Covid-19 em Porto Alegre.
Foto: Evandro Leal/Agência Freelancer/Estadão Conteúdo

O Ministério da Saúde registrou nesta sexta-feira (13) mais 29.070 casos e 456 mortes por Covid-19, no terceiro dia com casos acima da média registrada nas últimas semanas após uma falha nos sistemas da pasta que impediu a atualização em alguns estados por sete dias. 

Mais cedo, o secretário-executivo do órgão, Elcio Franco, disse que há indícios de um ataque cibernético. Anteriormente, o Ministério havia negado que o incidente fosse um hack. 

Ao todo, o governo federal já confirmou 5.810.652 diagnósticos e 164.737 vítimas fatais da doença causada pelo novo coronavírus.

Leia também:

Pernambuco reativa leitos de UTI após aumento de casos de Covid-19

Bolsonaro sobre segunda onda: 'Temos que enfrentar se tiver'

Em entrevista à CNN, a infectologista Rosana Richtmann, do hospital Emílio Ribas, em São Paulo, disse que o Brasil pode enfrentar uma segunda onda da pandemia do novo coronavírus, assim como a Europa e os Estados Unidos estão passando.

Em São Paulo, o governo suspendeu a fase azul da flexibilização —festas e aglomerações não terão autorização em 2020.