AstraZeneca deve realizar teste adicional de vacina, diz CEO

Novo estudo vai apurar a eficiência do imunizante com uma dose menor

Da CNN
26 de novembro de 2020 às 13:38 | Atualizado 26 de novembro de 2020 às 18:26


 
A AstraZeneca deve realizar um teste global adicional sobre sua vacina contra o novo coronavírus. A informação foi confirmada pelo CEO Pascal Soriot, nesta quinta-feira (26), em entrevista à Bloomberg.

O novo estudo será aberto para avaliar a eficácia do imunizante com uma dosagem mais baixa, após a empresa admitir que teve um problema durante os testes clínicos que desenvolve com a Universidade de Oxford.

Leia também:
AstraZeneca reconhece erro em teste da vacina, mas diz ser 'irrelevante'

AstraZeneca diz que vacina contra Covid-19 pode ser 90% eficiente
AstraZeneca diz que vacina contra Covid-19 pode ser 90% eficiente
Foto: Dado Ruvic - 9.set.2020/Reuters


Na segunda-feira (23), a AstraZeneca anunciou que sua potencial vacina apresentou eficácia média de 70% na proteção contra o vírus, considerando testes de voluntários nas fases 2 e 3 dos estudos no Reino Unido e no Brasil.

No entanto, a farmacêutica destacou que as taxas variam dependendo da quantidade de doses que certos grupos receberam. A eficácia observada foi de 62% entre os que foram vacinados com duas doses completas, e de 90% no grupo que recebeu uma dose inteira um mês depois de ter recebido meia dose.

O novo teste vai apurar a eficiência com uma dose menor.

(Com informações da Reuters)