Rio de Janeiro garante não ter problema para armazenar vacina da Covid-19

Documento encaminhado ao MPF é assinado pela Gerência de Imunização do Rio

Leandro Resende
Por Leandro Resende, CNN  
09 de dezembro de 2020 às 16:27

Em documento encaminhado ao Ministério Público Federal (MPF), o governo do Rio de Janeiro deu detalhes de como se prepara para começar a imunizar os fluminenses contra a Covid-19 tão logo alguma vacina seja liberada para população. São seis pontos, que envolvem a aquisição de seringas e a adequação do almoxarifado estadual, localizado na cidade de Niterói para receber o novo imunidade. No texto, o estado garante que “não terá problemas” para armazenar o imunizante

O documento é do final do mês passado e é assinado pela Gerência de Imunização do Rio. Nesta terça-feira (9), o governador em exercício Cláudio Castro não participou de reunião entre o Ministério da Saúde e governadores, e, em entrevista, disse que o governo do estado está  “muito alinhado com o Ministério da Saúde”. 

Leia e assista também

Plano de imunização: Temperatura da vacina e aquisição por estados são desafios

CNN tem acesso exclusivo ao plano nacional de imunização

Veja íntegra da entrevista de Pazuello à CNN sobre plano nacional de imunização

um processo de aquisição e de 16 milhões de unidades de seringa para imunizações de rotina e para iniciar a vacinação contra Covid-19. O estado calcula que, além dessas, são necessárias mais 32 milhões de seringas para imunizar todo o estado do Rio. 

O governo também informou que está aumentando a capacidade da Central Estadual de Frio, que é usada para garantir as características imunológicas das vacinas. O documento também garante que o estado não terá problema para armazenar vacinas contra Covid-19. “A empresa contratada para gerir o almoxarifado possui capacidade de ampliar o espaço físico através da contratação de containers refrigerados”. 

De acordo com o documento, os municípios fluminenses estão recebendo repasses para comprar equipamentos para comprar geradores, câmaras frias de vacinas, freezers e equipamentos para melhorias nas salas de vacinação das prefeituras do estado.