Brasil registra 279 mortes e 21.825 novos casos de Covid-19 em 24 h

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, determinou neste domingo (13) que o governo informe, em 48 h, a data de início da vacinação no país

Sinara Peixoto, da CNN, em São Paulo
13 de dezembro de 2020 às 18:45 | Atualizado 13 de dezembro de 2020 às 18:57
Coveiros em roupas de proteção enterram vítima da Covid-19 no cemitério São Luiz, em São Paulo
Foto: Amanda Perobelli/Reuters (4.jun.2020)

O Ministério da Saúde registrou neste domingo (13) mais 21.825 casos e 279 mortes pela Covid-19

Os números dizem respeito aos casos registrados junto ao governo federal pelas Secretarias Estaduais de Saúde ao longo de um prazo de 24 horas, contadas a partir das 16h do dia anterior, independentemente da data das ocorrências.

Aos sábados, domingos e feriados os números costumam ser menores em função do funcionamento de Secretarias de Saúde e laboratórios.

A pasta informou que o estado de Goiás apresentou problemas técnicos e não consegue atualizar os dados desde sábado (12).

Por meio de nota (leia a íntegra abaixo), a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informou que, "devido à pane elétrica provocada pelas chuvas nesta semana, foi danificada toda a infraestrutura que sustenta a Tecnologia da Informação (TI) de sua sede, no Parque Santa Cruz, em Goiânia. Como precaução, os servidores e links de dados tiveram de ser desligados, para evitar ainda maiores danos". 

Ao todo, 181.402 pessoas já morreram em decorrência da Covid-19 no país e 6.901.952 foram infectadas.

STF dá 48 horas a governo federal

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou neste domingo (13) que o governo informe à corte a data de início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil. 

O magistrado deu 48 horas para que o Ministério da Saúde esclareça “qual a previsão de início e término do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a
Covid -19, inclusive de suas distintas fases”.

Por meio de nota, o Ministério da Saúde informou que "aguarda ser notificado para responder em tempo solicitado".

A decisão de Lewandowski acontece um dia depois de o governo ter entregado ao Supremo o Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19. 

Leia também

Vacina da Covid-19 com base em RNA marca nova era para produção de imunizantes

'Brasil pode ter a mesma organização dos EUA', diz coordenador da Pfizer

'Seria impossível aguardar a edição de mais de 100 especialistas', diz Saúde

O ministro é relator de duas ações em que partidos de oposição pediram ao tribunal que obrigasse o presidente Jair Bolsonaro a apresentar um plano de aquisição de vacinas que contemple todas as alternativas viáveis e que adotasse todos os procedimentos administrativos indispensáveis para a compra do imunizante contra a Covid-19.

Nota da SES-GO

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informa que, devido à pane elétrica provocada pelas chuvas nesta semana, foi danificada toda a infraestrutura que sustenta a Tecnologia da Informação (TI) de sua sede, no Parque Santa Cruz, em Goiânia. Como precaução, os servidores e links de dados tiveram de ser desligados, para evitar ainda maiores danos. 

Em consequência, durante este fim de semana, ficarão indisponíveis todos os sistemas internos que alimentam as informações da SES-GO, como Sinavisa, SAF, SIM, Sinasc, Mapa de Leitos e os painéis de monitoramento da Covid-19, bem como o acesso à internet nas unidades da SES-GO, Lacen-GO e Cemac Juarez Barbosa. 

Pelo mesmo motivo, não será possível a divulgação do boletim como os novos casos da Covid-19.

Todas as medidas para o pronto restabelecimento dos sistemas estão sendo tomadas pela SES-GO. 

Secretaria de Estado da Saúde de Goiás

 

(Com Thais Arbex)