Rússia diz que vacina Sputnik V novamente apresentou eficácia de 91,4%

Resultados são baseados em dados de 22.714 participantes do estudo

Vladimir Soldatkin, da Reuters
14 de dezembro de 2020 às 11:05 | Atualizado 14 de dezembro de 2020 às 11:05
Vacina russa Sputnik V, contra o novo coronavírus
Vacina Sputnik V produzida contra o novo coronavírus
Foto: Divulgação/ Fundo de Investimentos Diretos da Rússia (RDIF)


Os desenvolvedores russos da vacina contra o novo coronavírus publicaram novos resultados de seu ensaio clínico da vacina Sputnik V nesta segunda-feira (14), com base em novos dados, e afirmaram que a injeção foi novamente considerada 91,4% eficaz no fornecimento de proteção contra a Covid-19.

Os novos resultados são baseados em dados de 22.714 participantes do estudo e foram publicados depois que 78 casos confirmados de coronavírus foram relatados entre o grupo, disseram pesquisadores do Instituto Gamaleya em um comunicado feito na segunda com o Fundo Russo de Investimento Direto.

Leia também:
AstraZeneca fará estudo com vacina de Oxford combinada com a Sputnik V
Argentina assina contrato com a Rússia e espera vacinar 300 mil pessoas em 2020
Por que Putin ainda não se vacinou com a Sputnik V
Vacina russa é 91,4% eficaz no 28º dia após a aplicação e 95% eficaz no 42º dia

Dos 78 casos, 62 ocorreram entre participantes que receberam um placebo, disseram os pesquisadores.

Dados revisados por pares devem ser publicados nos próximos dias.