Alasca confirma caso de reação adversa severa a vacina contra Covid-19

Quadro de profissional de saúde que recebeu o imunizante é estável, disseram funcionários

Maggie Fox, da CNN
16 de dezembro de 2020 às 17:22 | Atualizado 16 de dezembro de 2020 às 18:03

 

Funcionários de Saúde do estado do Alasca, nos Estados Unidos, confirmaram nesta quarta-feira (16) que uma profissional de saúde sofreu uma reação alérgica a vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Pfizer na terça (15). 

Leia também:

Pessoas com 'alergias significativas' não devem se vacinar, diz Reino Unido

Testes da vacina da Pfizer excluíram pessoas com histórico de alergias graves

"Houve uma reação adversa na noite de ontem", disse Anne Zink, diretora médica do Departamento de Saúde e Serviços Sociais do Alasca, em uma teleconferência com repórteres.

Médicos trataram a profissional e disseram que o quadro dela é estável. 

(Texto traduzido, leia o original em inglês)