Melatonina produzida no pulmão pode conter agravamento da Covid-19

Níveis de produção do hormônio pode justificar a diferença do comportamento da doença nas pessoas que testam positivo

Da CNN, em São Paulo
09 de janeiro de 2021 às 12:46

 

Estudos de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), identificaram que o hormônio melatonina produzido pelo pulmão pode ser capaz de impedir o agravamento da Covid-19 no órgão.

A pesquisa, agora, tem o objetivo de compreender se uma suplementação do hormônio, através da via nasal, poderá prevenir infecções graves pelo novo coronavírus.

Se os estudos forem comprovados, a melatonina poderá ser usada no controle de outras doenças respiratórias, como a Influenza. 

Leia e assista também:

Vacina traz otimismo e aéreas veem retomada do setor

76% de pacientes tiveram sintomas 6 meses após internação por Covid-19

Manaus perto do colapso: em 7 dias, janeiro já é o segundo mês com mais enterros

Popularmente conhecido como hormônio do sono, a melatonina também é produzida por outros órgãos do corpo humano, um deles é o pulmão. 

O nível de produção de melatonina no pulmão dos pacientes pode justificar, também, a diferença do comportamento da doença entre os que testam positivo com a Covid-19.

O estudo clínico está em desenvolvimento e não há, portanto, qualquer indicação da melatonina no tratamento do novo coronavírus.

(Publicado por Leonardo Lellis)