Ministério da Saúde registra reinfecção por Covid-19 pela nova variante

Além de confirmar a reinfecção pela nova cepa, a pasta também informou que, até o momento, três casos de reinfecção já foram confirmados no país

Giovanna Bronze, da CNN, em São Paulo
15 de janeiro de 2021 às 13:06 | Atualizado 15 de janeiro de 2021 às 13:21

 

O Ministério da Saúde confirmou nesta sexta-feira (15) que já registrou quatro casos de reinfecção confirmadas por Covid-19. Três deles são de uma linhagem do vírus que já circula pelo país, mas um foi causado por uma nova variante do coronavírus, de origem brasileira.

Em nota divulgada à imprensa, a pasta informou que uma mulher de 29 anos foi identificada pela Fiocruz Amazonas como reinfectada por uma nova cepa do coronavírus. De acordo com o Ministério da Saúde, a mulher foi diagnosticada com a doença pela primeira vez em 24 de março e, nove meses, pela segunda vez em 30 de dezembro. 

 

Além de confirmar a reinfecção pela nova cepa, a pasta também informou que, até o momento, três casos de reinfecção já foram confirmados no Brasil — sendo estes de uma linhagem comum que já circula pelo país.

O primeiro caso foi registrado no Rio Grande do Norte, enquanto o segundo foi em São Paulo e o terceiro no Rio Grande do Sul.

Nova variante

A nova cepa do novo coronavírus originária do Brasil foi registrada pela primeira vez no Japão. Em 9 de janeiro, o Ministério da Saúde do país informou o órgão brasileiro que registrou uma nova variante do vírus em quatro viajantes que chegaram a Tóquio vindos do Amazonas.

Já em 12 de janeiro, a Fiocruz na Amazônia informou que identificou uma reinfecção que teria sido causada pela nova variante do coronavírus. Ou seja, a pessoa em questão foi infectada por um vírus — com um determinado corpo genético — e depois foi reinfectada pela nova variante, que possui um código genético diferente.

.