Recife recebeu doses insuficientes para imunizar grupo da 1ª fase, diz prefeito

Em entrevista à CNN, João Campos (PSB) falou sobre o início da vacinação contra a Covid-19 na capital pernambucana

Da CNN, em São Paulo
19 de janeiro de 2021 às 15:11

 

O prefeito do Recife (PE), João Campos (PSB), afirmou, em entrevista à CNN nesta terça-feira (20), que a capital pernambucana recebeu menos doses da Coronavac do que o esperado para imunizar por completo o primeiro grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização (PNI).

Campos disse também que a cidade já tem toda a infraestrutura necessária para realizar a campanha de vacinação, com nove centros de imunização.

"A primeira fase prevê 165 mil pessoas [vacinadas] no Recife. Nós recebemos 60,2 mil doses, que dá para 33,1 mil pessoas. Então, não será possível vacinar todo o primeiro grupo neste primeiro momento", afirmou o prefeito.

"A grande demanda hoje é no Recife, e imagino que todas as grandes cidades vão passar por isso, é que chegue mais vacina por parte do Ministério da Saúde", completou.

Sem o número necessário de doses para o grupo prioritário definido pelo PNI, Campos disse que, em conjunto com o estado, mudou a estratégia para a vacinação no Recife.

"Nós estamos começando por todos os trabalhadores na linha de frente da pandemia e pelos idosos que estão nas instituições de longa permanência", explicou o prefeito.

Frasco da Coronavac, vacina contra a Covid-19 que foi enviada para todos os estados brasileiros
Foto: Divulgação/GOverno do Estado de São Paulo (17.jan.2021)

(Publicado por Daniel Fernandes)