Governador do Amazonas diz que vai decretar novas medidas de restrição no estado

Renata Agostini
Por Renata Agostini, CNN  
22 de janeiro de 2021 às 18:49 | Atualizado 25 de janeiro de 2021 às 07:46

 

O governador do Amazonas, Wilson Lima, disse à CNN que vai anunciar nos próximos dias novas medidas de restrição no estado.

Ele afirmou que vai se reunir com representantes da indústria antes decidir sobre a extensão dos bloqueios.

Em análise, está o anúncio do fechamento de fábricas e do comércio. Ficaria de fora do decreto somente indústrias de alimentos e de medicamentos. Também teriam autorização para funcionar supermercados e farmácias durante boa parte do dia.

Como mostrou a CNN, a PGR recomendou ao Amazonas que adote medidas mais severas de isolamento sanitário diante do aumento do número de casos e de mortos por Covid-19.

O sistema de saúde do Amazonas está colapsado pela segunda vez desde o começo da pandemia do novo coronavírus.

 

Reação de profissional da saúde em Manaus (AM) em meio à pandemia de coronavírus
Foto: Bruno Kelly/Reuters (14.jan.2021)


Em Manaus, capital amazonense, não há mais vagas para internação e até mesmo para sepultamentos. O número de enterros de vítimas da Covid-19 na cidade, em janeiro deste ano, ultrapassou a quantidade registrada em todo o ano de 2020.

No ano passado, 1.285 sepultamentos pela doença foram contabilizados, contra 1.333 apenas nos primeiros 21 dias de 2021.

Para piorar a situação alarmante, pacientes estão morrendo por asfixia, pois há escassez de oxigênio -- essencial para o tratamento de casos graves da Covid-19.