Em carta, embaixador da China informa Pazuello sobre sucesso no envio de insumo

Caio Junqueira
Por Caio Junqueira, CNN  
25 de janeiro de 2021 às 18:08 | Atualizado 25 de janeiro de 2021 às 19:38

 
 

O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, enviou uma carta nesta segunda (25) para o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, prestando “estima e consideração” e informando a exportação de insumos para a produção da Coronavac no Brasil.

Na carta, Wanming informou Pazuello de que o envio do lote de 5.400 litros de insumo para a produção da vacina foi autorizado pelos órgãos competentes chineses, prevendo a chegada do material ao Brasil “nos próximos dias”. Isso encerra a conversa entre Pazuello e o governo chinês iniciada em 21 de janeiro.

Além disso, o embaixador disse que os trâmites para a autorização de despacho dos Ingredientes Farmacêuticos Ativos (IFAs) da vacina de Oxford/AstraZeneca estão progredindo de forma acelerada.

Yang Wanming finalizou a carta dizendo que “o lado chinês está disposto a continuar a fortalecer a cooperação com o lado brasileiro no combate à pandemia”.

À tarde, o presidente Jair Bolsonaro fez uma publicação em suas redes sociais anunciando o acordo e agradecendo ao governo chinês e aos ministros Pazuello, Ernesto Araújo e Tereza Cristina pelo acordo.

Íntegra

Leia, abaixo, a íntegra da carta enviada pelo embaixador da China:

"Sr. Yang Wanming 
Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República Popular da China
25 de janeiro de 2021

A Sua Excelência 
Senhor Eduardo Pazuello
Ministro de Estado de Saúde da República Federativa do Brasil
Brasília – DF

Senhor Ministro,
Venho pela presente cumprimentá-lo cordialmente e em continuidade da nossa conversa no dia 21 do mês corrente, aproveito para informar que a exportação ao Brasil do novo lote de 5400 litros dos insumos da Coronavac acabou de ser autorizada pelos órgãos competentes da China. Espera-se que a sua chegada ao Brasil se ocorra nos próximos dias. Em paralelo a isso, os trâmites da autorização para exportação dos Ingredientes Farmacêuticos Ativos (IFAs) da Vacina Oxford/AstraZeneca também estão avançando de forma acelerada. O lado chinês está disposto a continuar a fortalecer a cooperação com o lado brasileiro no combate à pandemia.
   

Por fim, queira aceitar, Vossa Excelência, os protestos da minha mais alta estima e consideração.

Atenciosamente, 

Yang Wanming,
Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República Popular da China"

*Com a colaboração de Isabela Filardi e Tiago Tortella