Brasil já aplicou mais de 3 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19

Nem todos os estados e municípios divulgaram as informações sobre a campanha de imunização em sua totalidade

Giovanna Bronze, Julyanne Jucá e Ludmila Candal, da CNN, em São Paulo
04 de fevereiro de 2021 às 19:34 | Atualizado 05 de fevereiro de 2021 às 07:00

 

O Brasil ultrapassou a marca de 3 milhões de vacinas aplicadas contra a Covid-19, de acordo com o levantamento feito pela CNN. O marco chega após 18 dias do início da campanha de vacinação no país. 

Até às 19h20 desta quinta-feira (4), 3.015.502 doses foram aplicadas desde o dia 17 de janeiro, quando a campanha de imunização contra a Covid-19 começou. As informações são coletadas com os governos estaduais. 

 

Profissional de saúde prepara seringa com vacina contra Covid-19 de Oxford
Profissional de saúde prepara seringa com vacina contra Covid-19 de Oxford
Foto: Ueslei Marcelino/Reuters


São Paulo é o estado que mais aplica doses de vacina, com 659.705 imunizações. Por ter começado a vacinação do país, o governo paulista prevê iniciar a administração da segunda dose no próximo dia 14, com o prazo de 28 dias entre as doses. 

Na sequência, os estados da Bahia (com 254.116 doses), Rio de Janeiro (com 249.033 doses) e Minas Gerais (com 236.592 doses) são os que forneceram o maior número de aplicações da vacina. 

Insumos

Na madrugada desta quinta-feira, o Instituto Butantan recebeu 5,4 mil litros de insumos (IFA) para a produção da Coronavac no país. O lote poderá resultar na fabricação de 8,6 milhões de doses a mais da vacina, que serão entregues a partir do dia 25 de fevereiro. 

Uma outra remessa com 5,6 mil litros de insumos também é esperada para o próximo dia 10. 

O Butantan pretende entregar as 100 milhões de doses previstas em acordo com o Ministério da Saúde até agosto deste ano.