Número de profissionais de enfermagem mortos por Covid-19 sobe 422% em janeiro

Em dezembro de 2020, nove profissionais da categoria morreram por causa da doença; número saltou para 47 em janeiro deste ano

Giulia Alecrim e Julyanne Jucá*, da CNN, em São Paulo
08 de fevereiro de 2021 às 18:00 | Atualizado 08 de fevereiro de 2021 às 18:09
Enfermeira trata de paciente com Covid-19 em hospital de campanha em Santo André, São Paulo
Foto: Amanda Perobelli/Reuters (1º.jan.2021)


O número de profissionais de enfermagem que morreram por causa da Covid-19 aumentou no mês de janeiro deste ano, de acordo com o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). Os dados vinham mostrando uma diminuição desde outubro de 2020.

No primeiro mês deste ano, 47 profissionais de enfermagem foram vítimas do novo coronavírus, enquanto o mês de dezembro registrou nove mortes e novembro sete. Os últimos dois meses do ano apresentaram o menor índice de profissionais mortos desde o início da pandemia, em março de 2020.

O mês que registrou o maior número de mortes foi maio de 2020, com 104 profissionais. O número total se encontra em 567 vítimas, sendo 163 enfermeiros, 338 técnicos de enfermagem e 66 auxiliares de enfermagem. Os casos confirmados entre a categoria se aproximam dos 44 mil. 

O estado de São Paulo ocupa o primeiro lugar entre os casos e mortes do grupo, com 6.990 e 87, respectivamente. Em segundo lugar, aparece o estado do Rio de Janeiro, com 4.924 casos e 60 mortes, e em terceiro o Amazonas, somando 211 casos e 44 mortes.

(*Sob supervisão de Ludmila Candal)