Carnaval no Rio teve mais de 9 mil ações contra aglomeração, diz prefeitura

Ação conjunta da Prefeitura do Rio com órgãos municipais e a Polícia Militar resultou em centenas de multas por infrações das protocolos de segurança sanitária

Weslley Galzo, da CNN. em São Paulo
20 de fevereiro de 2021 às 14:35 | Atualizado 20 de fevereiro de 2021 às 14:48
Show em homenagem a Paulinho, do Roupa Nova, registra aglomeração no RJ
Aglomeração no Rio de Janeiro
Foto: Reprodução/Redes Sociais

 

Desde sexta-feira (12) da semana passada - período em que seria celebrado o carnaval -, a Secretaria Municipal de Ordem Pública da Prefeitura do Rio de Janeiro (SEOP), em parceira com a Vigialância Sanitária, realizou mais de 9 mil ações contra violações dos protocolos de segurança sanitária., que resultaram em 112 multas e 41 interdições com aglomerações e eventos monitorados.

O plano especial da Prefeitura do Rio para coibir aglomerações no tradicional período de férias está em vigor até a próxima segunda-feira, dia 22 de fevereiro. Quatro órgãos municipais estão envolvidos na força-tarefa, são eles a SEOP, a Guarda Municipal, a Instituto de Vigilância Sanitária, com apoio da Polícia Militar. 

 

Até o momento foram registradas 150 inspeções sanitárias, com 112 infrações e 41 interdições em estabelecimentos por descumprimento das medidas de proteção à vida, além da falta de licenciamento. A Guarda Mnicipal também identificou 384 infrações sanitárias por aglomeração e falta de máscara, totalizando 496 multas.

As ações deste final de semana começaram na sexta-feira com foco nos bairros de Centro, Leblon, Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes. Somente na madrugada deste sábado (20), 15 infrações sanitária foram registradas em eventos e estabelecimentos em que houve aglomeração, falta de espaçamento adequado entre mesas e pessoas consumindo bebidas em pé.