Governo publica dispensa de licitação para comprar Sputinik e Covaxin

Caio Junqueira
Por Caio Junqueira, CNN  
20 de fevereiro de 2021 às 12:19 | Atualizado 20 de fevereiro de 2021 às 12:22
Frasco da Covaxin, vacina contra Covid-19 da indiana Bharat Biotech
Frasco da Covaxin, vacina contra Covid-19 da indiana Bharat Biotech
Foto: Adnan Abidi - 16.jan.2021/Reuters

O governo publicou uma edição extra do Diário Oficial da União na noite desta sexta-feira (19) com dois extratos de dispensa de licitação para a compra das vacinas Sputnik V e Covaxin. O documento assegura R$ 693,6 milhões para a compra da vacina russa e R$ 1,614 bilhão para a indiana. 

 

O documento não fala em volume de doses que serão compradas, mas o Ministério da Saúde apresentou nesta semana um cronograma que prevê que, a partir do dia 20 de março, sejam entregues 20 milhões de doses da Covaxin e 10 milhões da Sputnik. Para serem distribuídas, porém, a Anvisa precisa aprová-las, mas não há ainda pedido de registro formalizado.

A dispensa foi permitida em razão da medida provisória 1.026, que facilitou o processo de compra de vacinas e insumos para combater a Covid-19 no Brasil.