Fernando Gomes: Só as duas doses da vacina garantem os anticorpos corretamente

Neurocirurgião comenta os riscos de um indivíduo tomar a primeira dose da vacina contra Covid-19 e não receber a segunda

Da CNN, em São Paulo
22 de fevereiro de 2021 às 08:47

Na edição desta segunda-feira (22) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes falou sobre os riscos de um indivíduo tomar a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus e não receber a segunda.

“A vacinação tem um protocolo que foi estabelecido e estudado. Se existem duas doses é porque isso impacta na possibilidade do indivíduo de desenvolver anticorpos de forma adequada e correta. O momento é de pandemia e, por isso, infelizmente a situação não é a ideal. Então, temos que gerenciar um pouco a nossa agonia”, disse o médico. 

“Temos que lidar um pouco com a ansiedade e angústia. Mas o fato é que existe uma força-tarefa para que as duas doses aconteçam dentro do período pré-estabelecido. O que se sabe é que um pouco de demora pode existir entre as duas doses e não necessariamente vai impactar e fazer com que a vacina não tenha efeito nenhum.”

Rio só tem doses para garantir a segunda aplicação em quem já recebeu a primeira
Rio só tem doses para garantir a segunda aplicação em quem já recebeu a primeira
Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

(Publicado por: André Rigue)