São Paulo registra recorde de internações por Covid desde o início da pandemia

Em uma semana, taxa de internação aumenta em 11,7%

Giovanna Bronze e Julyanne Jucá, da CNN, em São Paulo
28 de fevereiro de 2021 às 09:12 | Atualizado 28 de fevereiro de 2021 às 12:42

 

O Estado de São Paulo registrou no sábado (27)  recorde de internações com 15.517 pessoas hospitalizadas. Dessas, 8.506 foram em leitos de enfermaria e 7.011 em leitos de unidade de terapia intensiva (UTI). 

Anteriormente, o recorde foi registrado em 14 de julho de 2020, com 15.289 pessoas internadas, sendo 9.116 em enfermaria e 6.173 em UTI.

Na última semana, de 21 a 28 de fevereiro, São Paulo registrou a média de 6.636 pessoas em UTIs, além da média de 14.408 internados no total. 

 

Na semana anterior, de 14 a 20 de fevereiro, a média de pessoas internadas foi de 12.888, enquanto especificamente sobre a ocupação de leitos de UTI foi de 6.057.

Da semana de 14 a 20 para a de 21 a 28, foi registrado o aumento de  11,7% na média total de hospitalizados, enquanto o crescimento na média de pessoas internadas em UTI foi de 9,5%.

Dos dez dias com maior número de pessoas internadas em São Paulo, três foram registrados em fevereiro deste ano: 14.809 no dia 25, 15.173 no dia 26 e, agora, 15.517 no dia 27 de fevereiro. O restante foi contabilizado em julho de 2020.