OMS espera ter vacina da Johnson & Johnson incluída na Covax Facility até julho

Segundo o órgão, o imunizante é adequado para alguns países mais afetados pela pandemia por ser dose única e não precisar permanecer ultracongelada

Reuters
12 de março de 2021 às 20:03 | Atualizado 12 de março de 2021 às 22:13

A Organização Mundial da Saúde (OMS) espera ter doses da vacina contra a Covid-19 da Johnson & Johnson para uso no esquema de compartilhamento de imunizantes Covax Facility até julho, disse o conselheiro sênior da OMS, Bruce Aylward, nesta sexta-feira (12).

“A Covax tem um acordo para 500 milhões de doses. Estamos tentando trabalhar com a empresa para antecipar isso, esperamos pelo menos até julho ter acesso a doses que possamos lançar, se não antes”, disse Aylward.

A vacina da Johnson & Johnson é desenvolvida pela Janssen, braço farmacêutico do grupo.

Vacina da Johnson & Johnson contra Covid-19
Foto: Dado Ruvid/Reuters (9.fev.2021)

 O conselheiro também disse que a vacina é ainda mais adequada para alguns dos países mais afetados pelo vírus, pois é uma dose única e não requer um ambiente de cadeia ultracongelada.