Anvisa esquece destinatário de e-mail e reunião sobre kit intubação é cancelada

Os convites para a reunião foram disparados, mas não incluíram Nelson Mussolini, presidente da Sindusfarma, que representa o setor de indústrias farmacêuticas

Da CNN, em São Paulo
23 de março de 2021 às 00:47 | Atualizado 23 de março de 2021 às 01:07

Diante da falta de medicamentos para intubação no Brasil, a Anvisa, Ministério da Saúde, secretários de Saúde e representantes de farmacêuticas tinham reunião marcada para esse domingo (21). No entanto, um e-mail que agência esqueceu de enviar inviabilizou o encontro virtual. As informações são da analista de política da CNN Renata Agostini.

Os convites para a reunião foram disparados, mas não incluíram Nelson Mussolini, presidente da Sindusfarma, que representa o setor de indústrias farmacêuticas. 

Os responsáveis pela reunião se deram conta do problema no sábado (20), no início da noite, quando o diretor da Anvisa, Romison Mota, entrou em contato com o representante das empresas para confirmar participação.

Não houve tempo de combinar a participação dos representantes das indústrias farmacêuticas pois a reunião estava marcada para domingo de manhã.

Apesar do erro ter sido descoberto um dia antes da reunião, os secretários municipais e estaduais de Saúde não foram avisados da questão e não entenderam o que estava acontecendo quando entraram na sala virtual de reunião.

Na tentativa de mitigar o erro, membros do governo correram para marcar reuniões individuais com as farmacêuticas para esta terça-feira (23).

Fachada da sede da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil