Anvisa muda bula da vacina Oxford para conter diarreia e sonolência nas reações

De acordo com a agência, sonolência é uma reação incomum após o recebimento do imunizante

Reuters
23 de março de 2021 às 13:09 | Atualizado 23 de março de 2021 às 13:31
Rio só tem doses para garantir a segunda aplicação em quem já recebeu a primeira
Vacinação de idosos no Rio de Janeiro
Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

 A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alterou a bula da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca com a Universidade de Oxford para incluir diarreia e sonolência como possíveis reações adversas ao imunizante, informou o órgão regulador em nota nesta terça-feira (23).

De acordo com a Anvisa, a diarreia é uma reação à vacina que "pode ser comum", já a sonolência é "considerada uma reação incomum após administração da vacina".

"As alterações foram realizadas no último dia 16 de março, após análise da área de Farmacovigilância da Anvisa", informou a agência reguladora.

A agência disse ainda que a inclusão na bula da possibilidade dessas duas reações adversas foi feita nas bulas do imunizante em outros países e que ambas as reações foram identificadas nos estudos clínicos com a vacina.  Segundo a agência a alteração faz parte do monitoramento dos riscos da vacina após lançamento no mercado.  

A vacina da AstraZeneca já obteve o registro definitivo junto à Anvisa e está sendo aplicada na campanha nacional de vacinação contra a Covid-19 no Brasil.