MP recomenda fechamento de cidades do Norte Fluminense

Pedido vale para cidades que viveram aumento recente de internações em UTIs

Leandro Resende
Por Leandro Resende, CNN  
23 de março de 2021 às 12:02 | Atualizado 23 de março de 2021 às 12:21
Vacinação em Campos dos Goytacazes
Vacinação em Campos dos Goytacazes (RJ): cidade já não tem leitos de UTI
Foto: CARLOS AUGUSTO/AM PRESS & IMAGES/ESTADÃO CONTEÚDO

 O Ministério Público do Rio de Janeiro recomendou o fechamento total das atividades econômicas das cidades do Norte Fluminense em meio ao agravamento da pandemia de coronavírus na região. A recomendação vale por 14 dias para os municípios de Campos dos Goytacazes, o maior em extensão territorial do estado, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana e São João da Barra. 

O pedido do MP às cidades leva em conta o “grande aumento de casos de contaminação por COVID-19, levando a ocupação de todos os leitos de UTI dos municípios de Campos dos Goytacazes e de São João da Barra”. 

À CNN, o prefeito de Campos, Wladimir Garotinho, afirmou que irá fechar a cidade e que já não há mais leitos de UTI disponíveis para pacientes com covid nas cidades do Norte Fluminense. A recomendação do MP prevê que prefeitos e secretários de saúde que não cumprirem medidas de restrição da circulação sejam responsabilizados. “Ao descumpri-las, assumirão a posição de agente garantidor dos óbitos e agravamentos dos seus munícipes que aguardam vagas por leitos de UTI”, diz o texto do MP. 

O MP recomendou o fechamento de bares, restaurantes, clubes, praias, parques, shoppings, academias, lagoas, cachoeiras, rios e igrejas, além de outros locais e serviços.