Novo ciclo de vacinação em estudo clínico na cidade de Serrana tem 90% de adesão

Cidade é alvo de um estudo que visa a imunização em massa para identificar se houve queda do contágio por coronavírus na população

Weslley Galzo, da CNN, em São Paulo
24 de março de 2021 às 10:48 | Atualizado 24 de março de 2021 às 10:50
Enfermeira aplica dose de vacina contra o coronavírus
Enfermeira aplica dose de vacina contra o coronavírus
Foto: Johanna Geron/Reuters

O governo do estado de São Paulo realizou na semana passada o novo ciclo de imunização com a Coronavac dos moradores da cidade de Serrana, que fazem parte de um estudo clínico desenvolvido com o intuito de gerar a vacinação em massa de uma população para medir a redução do contágio do coronavírus. Nesta nova fase, ocorrida entre os dias 17 e 21 de março, a adesão foi de 89,8% entre os habitantes do grupo Verde, composto por cerca de 6.350 pessoas que receberam a segunda dose da vacina.

O estudo é realizado com a divisão dos habitantes em grupos de cores de acordo com as regiões da cidade. O primeiro a ser imunizado foi o Verde, ou Cluster, que possui 7.071 moradores cadastrados. A cidade de Serrana tem pouco mais de 30 mil habitantes. No primeiro ciclo de vacinação do Cluster, 6.762 pessoas receberam a vacina, o equivalente a 95,6% dos participantes.

Segundo o governo do estado, a diferença entre o número de participantes cadastrados e os imunizados ocorre por diversos motivos, que vão desde a impossibilidade dos moradores comparecerem aos postos de vacinação até o desenvolvimento de doenças ou gravidez.

A próxima etapa do estudo vai imunizar com a segunda dose os moradores da região amarela, entre os dias 24 e 28 de março, que conta com 6.720 participantes alvo. No primeiro ciclo deste grupo o comparecimento foi de 96,4% dos inscritos.