SP: Policiais e agentes de segurança pública já podem se vacinar contra Covid-19

Governo paulista planeja imunizar 180 mil agentes de segurança em 76 pontos distribuídos no estado; vacinação também começou no restante do país

Bruna Macedo, da CNN, em São Paulo
05 de abril de 2021 às 12:11 | Atualizado 05 de abril de 2021 às 17:41

 O estado de São Paulo começa a vacinação contra a Covid-19 dos profissionais da segurança pública nesta segunda-feira (5). Policiais civis, militares, técnicos, agentes penitenciários, bombeiros, guardas municipais, policiais federais e rodoviários federais que atuam no estado fazem parte do grupo que pode buscar imunização nos postos oficiais.

A meta, segundo o governo paulista, é vacinar 180 mil agentes de segurança. Qualquer policial da ativa ou profissional de segurança pública não aposentado deve apresentar comprovante de vínculo empregatício no local de vacinação. Em São Paulo, são 76 pontos em todo o estado, e 21 somente na capital.

 Imunização em outros estados

A vacinação de agentes da segurança pública começou em todo o Brasil. Em Porto Alegre, apenas servidores com 50 anos ou mais recebrão as doses.

A Secretaria Municipal de Saúde dividiu a imunização dos profissionais por locais: policiais militares e bombeiros recebem a vacinação no Hospital da Brigada Militar; policiais civis, no Palácio da Polícia; e os agentes da Polícia Rodoviária Federal, penitenciários e guarda municipal recebem na Unidade de Saúde Iapi, na Zona Norte da capital gaúcha.

No Distrito Federal, servidores da Polícia Militar, Civil e Federal estão entre os que serão vacinados contra a Covid-19 a partir desta segunda-feira, além de integrantes do Corpo de Bombeiros, do Detran e dos órgãos de fiscalização das medidas de restrição.

A expectativa é que 2.310 profissionais da segurança pública recebam a primeira dose do imunizante em seis Unidades Básica de Saúde selecionadas na capital federal.