Fiocruz entrega 5,2 milhões de vacinas Oxford/Astrazeneca nesta sexta-feira

Cronograma prevê mais 6,7 milhões de doses para a próxima semana

Anna Gabriela Costa e Pedro Duran, da CNN, em São Paulo e Rio de Janeiro
23 de abril de 2021 às 18:03 | Atualizado 24 de abril de 2021 às 00:43

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) anunciou a entrega de 5,2 milhões de doses da vacina Oxford/Astrazeneca contra a Covid-19, nesta esta sexta-feira (23). Os imunizantes foram produzidos pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), no Brasil.

A Fiocruz passará a liberar os lotes de vacinas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), do governo federal, sempre às sextas-feiras, por "questões logísticas relacionadas à distribuição das vacinas". 

Segundo a fundação, a decisão sobre a distribuição das doses foi em conjunto com o Ministério da Saúde, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Doses de vacina Oxford/AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), chegaram a Curitiba (23.jan.2021)
Foto: CASSIANO ROSÁRIO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

 

Na última semana, a Bio-Manguinhos liberou 5 milhões de doses, porém em duas remessas, na quarta-feira e na sexta-feira.

O cronograma prevê mais 6,7 milhões de doses para a próxima semana, somando a entrega de mais de 18 milhões de doses no mês de abril, pela Fiocruz. 

Cronograma de entregas

De acordo com a Fiocruz, a expectativa é que nos próximos meses a programação de entregas cresça em volume e chegue a 21,5 milhões de doses, em maio; 34,2 milhões, em junho; e 22 milhões, em julho.

Se concluir este cronograma, a fundação cumprirá a meta de produzir 100,4 milhões de doses a partir do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) importado, conforme acordo de encomenda tecnológica firmado com a farmacêutica AstraZeneca.

No segundo semestre, a Fiocruz pretende produzir 110 milhões de doses com IFA fabricado no Brasil.

Já foram entregues ao Programa Nacional de Imunizações 14,8 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca, sendo 10,8 milhões produzidas por Bio-Manguinhos. As outras quatro milhões foram importadas prontas da Índia nos meses de janeiro e fevereiro. 

Com informações da Agência Brasil