Lote com 2 milhões de doses de vacinas da Covax Facility chega a SP

Primeiro carregamento, com 1,73 milhão de doses, chegou nesta madrugada. A segunda carga foi recebida pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

Thâmara Kaoru, da CNN Brasil, em São Paulo
02 de maio de 2021 às 16:17 | Atualizado 02 de maio de 2021 às 17:36

O Brasil recebeu, neste domingo (2), mais um lote de vacinas contra a Covid-19 do consórcio Covax Facility. A carga com cerca de 2 milhões de doses do imunizante de Oxford/AstraZeneca desembarcou por volta das 16h17 no aeroporto de Guarulhos e foi recebida pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Ao todo, neste domingo, foram entregues 3,8 milhões de doses. O país já havia recebido um carregamento com 1,73 milhão de doses durante a madrugada. Com as mais de 220 mil doses recebidas no sábado (1º), a remessa completa um total de cerca de 4 milhões de doses do consórcio que serão distribuídas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Segundo Queiroga, as 4 milhões de doses começam a ser distribuídas em, no máximo, 48 horas para estados e municípios.

"Já deveríamos ter recebido essas doses desde janeiro, todavia, em função das dificuldades com vacinas em todo o mundo, só estamos recebendo agora. Mas isso é um grande avanço, pois significa um esforço do governo federal através da ampliação das nossas relações com a Organização Mundial da Saúde", afirmou Queiroga.

Confira os detalhes das doses que chegaram neste fim de semana:

  • 220.800 doses foram recebidas no sábado (1º)
  • 1.735.200 doses foram recebidas neste domingo (2) em um primeiro voo, às 4h20
  • 2.025.600 doses foram recebidas neste domingo (2) em um segundo voo, às 16h17 

Mais vacinas

Na última quinta-feira (29), chegou ao Brasil o primeiro lote de vacinas da Pfizer, com um total de 1 milhão de doses. A distribuição destas doses nas capitais brasileiras começa nesta segunda-feira (3). A quantidade de imunizantes que irá para cada cidade ainda está sendo discutida pelas autoridades. 

Na sexta-feira (30), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) disponibilizou mais 6,5 milhões de doses. Para maio, a fundação prevê o fornecimento de 21,5 milhões de doses. No mesmo dia, o Instituto Butantan antecipou a entrega de 600 mil doses da Coronavac, parte de um novo lote de 5,4 milhões de vacinas. Segundo o instituto, a liberação estava prevista para 3 de maio.

A entrega das vacinas chega em um momento em que ao menos seis capitais tiveram que paralisar a imunização devido à falta de vacinas. De acordo com levantamento da Agência CNN, faltam vacinas em Porto Velho, Porto Alegre, Aracaju, Recife, Rio de Janeiro e Fortaleza.

Sobre o consórcio

As primeiras doses do consórcio foram recebidas no dia 21 de março, quando foram entregues mais de 1 milhão de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca. O acordo do Brasil com o consórcio, que é uma iniciativa liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), prevê mais de 42 milhões de doses neste ano.

O consórcio Covax Facility é um esforço global da Coalizão para Promoção de Inovações em prol da Preparação para Epidemias (Cepi), da Aliança Mundial para Vacinas e Imunização (Gavi), do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

(Com informações de Lucas Rocha, da CNN, em São Paulo)