Elon Musk revela que tem Síndrome de Asperger; entenda o que é

A revelação foi durante o monólogo do CEO da Tesla no programa 'Saturday Night Live'; a mãe do empresário também apareceu no humorístico

Rafaela Lara, da CNN, em São Paulo
09 de maio de 2021 às 10:54 | Atualizado 13 de maio de 2021 às 10:06
Elon Musk no SNL
Elon Musk durante monólogo no SNL neste sábado (8)
Foto: Reprodução/SNL YouTube

O bilionário Elon Musk revelou na noite desse sábado (8) que tem a Síndrome de Asperger. A revelação foi durante seu monólogo no programa humorístico "Saturday Night Live" (SNL), exibido pelo canal de TV NBC. 

Logo na abertura do programa, Musk fala sobre o diagnóstico. "Estou fazendo história hoje como a primeira pessoa com Asperger a apresentar o SNL", disse o bilionário. "Ou então a primeira pessoa a admitir isso", brincou. 

Em tom de piada, acrescentou: "Então não farei muito contato visual nesta noite com o elenco, mas não se preocupem, eu estou indo muito bem em emular o comportamento humano."

A mãe do empresário sul-africano, Maye Musk, também aparece no humorístico questionando sobre seu presente de Dia das Mães. "Só espero que não seja Dogecoin", diz Maye. O CEO da Tesla responde rindo que "é sim" – a criptomoeda já caiu 24% após a declaração

Entenda o que a Síndrome de Asperger 

A Síndrome de Asperger é uma condição psicológica que pertence ao espectro autista. Ela pode ser caracterizada por dificuldades na interação social e na comunicação não-verbal, além de padrões de comportamento repetitivos e interesses mais restritos.

A síndrome é considerada diferente do autismo clássico, embora esteja dentro do mesmo espectro, e não implica no atraso global cognitivo ou de linguagem. Asperger pode ser considerada uma forma altamente funcional de autismo. 

Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos EUA, o diagnóstico de "transtorno do espectro austista (TEA)" inclui várias condições que costumavam ser diagnosticadas separadamente: transtorno autista, transtorno invasivo do desenvolvimento não especificado (PDD-NOS, em inglês) e a Síndrome de Asperger – essas condições agora pertencem ao espectro autista.