Brasil confirma 2.311 novas mortes e vítimas da Covid-19 são mais de 425 mil

País registrou 72.715 novos casos confirmados da doença; número de contaminados passa de 15 milhões

Anna Gabriela Costa, da CNN, em São Paulo
11 de maio de 2021 às 18:07 | Atualizado 12 de maio de 2021 às 01:00

 

O Brasil registrou, nas últimas 24 horas, 2.311 mortes e 72.715 novos casos de Covid-19, segundo dados desta terça-feira (11) divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). 

Com a atualização dos números, o país passa a ter 425.540 mortes e 15.282.705 infectados pelo novo coronavírus. 

O Brasil é o segundo país no ranking mundial em número de mortes, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam mais de 580 mil óbitos, segundo a Universidade Johns Hopkins. 

A universidade norte-americana também aponta que o Brasil é a terceira nação com maior número de infectados pela Covid-19, atrás dos EUA com 32 milhões de infectados, e da Índia, que soma 22 milhões de casos no país.

Em âmbito nacional, o estado de São Paulo ainda é o mais atingido, com 3 milhões de infectados e mais de 100 mil óbitos registrados. Em seguida, os estados de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Bahia aparecem, respectivamente, como os mais afetados pelo vírus no Brasil. 

Vacinação suspensa para gestantes

Diversos estados e capitais acataram à recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para suspender imediatamente a aplicação de doses da vacina Oxford/Astrazeneca, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em gestantes. A orientação foi expedida nesta segunda-feira (10).

Em nota técnica, o órgão regulador afirmou que os gestores públicos deveriam seguir as indicações que constam na bula do imunizante e somente recorrer a vacinas "off label" (recomendação que diverge do laboratório que produziu a droga) em casos de apresentação de prescrição médica que indique a necessidade da aplicação da vacina.

Pacientes no hospital da Restinga, no Rio Grande do Sul
Pacientes no hospital da Restinga, no Rio Grande do Sul
Foto: Evandro Leal/Enquadrar/Estadão Conteúdo (19.mar.2021)