Correspondente Médico: Por que uma mãe vacinada pode passar anticorpos ao bebê

Neurocirurgião Fernando Gomes explica caso de uma gestante de Santa Catarina que, uma vez imunizada, passou a defesa contra a Covid-19 para o feto

Raphael Florêncio, da CNN, em São Paulo
21 de maio de 2021 às 12:44

 

Na edição desta sexta-feira (21) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou porque as gestantes, ao se imunizarem contra a Covid-19, têm chances de passar anticorpos para o bebê. 

O médico analisou o caso de uma mãe de Santa Catarina, que recebeu as doses da vacina contra Covid-19 ainda grávida. Após a realização de testes, constataram que o bebê também já estava com a proteção. Segundo a Secretaria de Saúde de Santa Catarina, o caso será estudado a fim de coletar mais dados.

“Os anticorpos são proteínas e estas proteínas podem passar através do cordão umbilical e da placenta até o bebê, então não é uma super novidade. A gente já viu isso acontecendo no mundo em relação ao próprio coronavírus. É lógico que não acontece em 100% das pessoas, a gente não tem essa estatística.”

De acordo com o neurocirurgião, há duas maneiras de explicar como o corpo da mulher e do bebê reagiram: 

“Há um estímulo ao sistema imunológico de uma mãe que está gestante. Ela produz os anticorpos e através da própria circulação sanguínea isso ganha o corpo do bebê. O bebê nasce, é testado e você consegue comprovar a existência de anticorpos."

A segunda hipótese, que ele considera menos provável, seria a de que os próprios fetos conseguiriam formar a defesa. "Será que o sistema imunológico do bebê foi suficientemente capaz de produzir anticorpos por aquele estímulo que foi aplicado ao corpo materno?”.

Leite materno

Fernando Gomes reforça ainda que a amamentação também pode ser uma via para que mães forneçam os anticorpos aos filhos.

“Através dos fluidos vitais, da saliva, lágrima ou do próprio leite, o que a gente sabe é que existem anticorpos do tipo IgA, que podem ser passados de uma pessoa para outra e principalmente da mãe para o bebê. Por isso a amamentação é tão estimulada", ressalta.

Gestantes vacinadas podem levar anticorpos aos bebês; entenda
Foto: Getty Images

 

As vacinas contra a Covid-19 garantem proteção porque previnem a doença, especialmente nas formas graves, reduzindo as chances de morte e internações.

Embora não impeçam o contágio e nem a transmissão do vírus, a vacinação é essencial, já que induz o sistema de defesa do corpo a produzir imunidade contra o coronavírus pela ação de anticorpos específicos, segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).