Paciente infectado com a cepa da Índia é intubado no Maranhão, diz secretaria

Secretaria da Saúde do Maranhão confirmou piora no quadro de saúde de um dos pacientes infectados com a cepa da Covid que teve origem na Índia

Tamires Vitorio e Evelyne Lorenzetti, da CNN, em São Paulo
23 de maio de 2021 às 09:28
Monitoramento da cepa indiana no Brasil (21 de maio de 2021)
Monitoramento da cepa que teve origem na Índia (21 de maio de 2021)
Foto: Reprodução / CNN

A secretaria da Saúde do Maranhão confirmou neste domingo (23) à CNN que um dos 6 pacientes infectados com a variante da Índia do novo coronavírus foi intubado após uma piora em seu quadro. 

A presença da nova cepa, a B.1.617.2, foi descoberta no Brasil na quinta-feira (20), quando 6 casos foram detectados entre 24 tripulantes do navio MV Shandong Da Zhi, que veio da China.

Segundo o Secretário de Saúde do estado, Carlos Eduardo Lula, os pacientes restantes devem ser testados ainda neste domingo "para se entender como está sendo a contaminação". Todos os tripulantes permanecem no navio, exceto o que foi hospitalizado em São Luís. 

Ainda de acordo com o secretário, a equipe médica que atendeu a tripulação se deslocou por via aérea, foi testada antes e depois da ação e permanece em isolamento.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse em entrevista à CNN no sábado (22) que não há indicativo de transmissão local da cepa.

Na última semana, o governo federal decidiu proibir voos internacionais com origem ou passagem pela Índia, país que enfrenta uma crise decorrente de uma alta recorde de casos e mortes por Covid-19. 

A proibição se soma a restrições da mesma natureza relativa a voos do Reino Unido, Irlanda do Norte e África do Sul. 

*Com informações de Rafaela Lara, da CNN, em São Paulo