SP vai implementar barreiras sanitárias para conter avanço da cepa da Índia

Passageiros sintomáticos devem ser testados; em casos positivo, eles serão isolados por dez dias

Anthony Wells, da CNN em São Paulo
24 de maio de 2021 às 07:50

A prefeitura de São Paulo deve implementar até esta terça-feira (25) um novo plano de ação contra a Covid-19 com barreiras sanitárias em aeroportos, rodoviárias e rodovias. O foco será a abordagem de passageiros vindos do Maranhão, onde a cepa indiana foi identificada.

Os passageiros sintomáticos devem ser testados e, se o resultado der positivo, eles serão isolados por dez dias, a partir do início dos sintomas. 

Além disso, também será feita a pesquisa genômica com o intuito de possibilitar a busca da variante indiana.

No domingo (23), o ministro da Saúde Marcelo Queiroga entregou 600 mil testes rápidos à São Luís, capital maranhense. Outros 2,4 milhões serão distribuídos nos próximos dias em cidades que fazem fronteira com a Argentina -- primeiro país da América do Sul a registrar a variante indiana --, Paraguai e aeroportos que recebem passageiros internacionais.

Plano de ação aeroportos (21 de maio de 2021)
Foto: Reprodução / CNN
Plano de ação rodovias e Terminal rodoviário Tietê (21 de maio de 2021)
Foto: Reprodução / CNN