RJ: estado irá distribuir vacina da Janssen para todos os 92 municípios

Apesar da recomendação do Ministério da Saúde para que os imunizantes sejam aplicados apenas em capitais, os estados têm autonomia para decidir a distribuição

Elis Barreto e Thayana Araújo, da CNN, no Rio de Janeiro
23 de junho de 2021 às 15:05 | Atualizado 23 de junho de 2021 às 21:21

 

O Secretário Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Alexandre Chieppe, decidiu em reunião nesta quarta-feira (23) com os subsecretários da pasta que as doses da vacina da Janssen serão distribuídas a todos os 92 municípios do estado.

A decisão não segue a recomendação do Ministério da Saúde para que os imunizantes, neste primeiro momento, sejam aplicados apenas nas capitais, mas os estados têm autonomia para distribuí-las de acordo com as demandas internas.  

O Brasil recebeu nesta terça-feira (22) o primeiro lote com 1,5 milhão de doses, do contrato de 38 milhões de vacinas do imunizante. Destes, pouco mais de 132 mil doses serão entregues ao Rio de Janeiro. No entanto, a secretaria estadual de Saúde do RJ informou que a data ainda não foi definida, mas deve acontecer ainda esta semana. 

Pelo acordo, os imunizantes devem ser enviados no último trimestre deste ano. O Ministério da Saúde conseguiu a antecipação de doses para este mês. Nesta terça-feira (22), o ministro Marcelo Queiroga disse que a pasta negocia com a Janssen o adiantamento de mais 300 mil doses ainda nesta semana. 

Na segunda-feira (14), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a prorrogação da validade da vacina, que passa a ser de quatro meses e meio. Dessa forma, esses primeiros lotes vencem no dia 8 de agosto.    

O imunizante da Janssen tem dose única, utiliza a tecnologia de vetor viral, um vírus enfraquecido que transporta os genes virais para dentro das células, estimulando a resposta imunológica. 

Caixas com vacina da Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson, contra Covid-19
Foto: Shannon Stapleton - 3.mar.2021/Reuters