Novos casos da variante Delta são registrados no Rio de Janeiro

As amostras foram coletadas nos dias 16 e 17 de junho, em um homem de 30 anos e uma mulher de 22 anos

Isabelle Resende, da CNN, no Rio de Janeiro
06 de julho de 2021 às 06:10 | Atualizado 06 de julho de 2021 às 19:22

 

Dois novos casos da variante Delta (B.1.617) foram confirmados pela Secretaria Estadual de Saúde nas cidades de Seropédica e São João de Meriti, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O resultado do sequenciamento genético foi divulgado na segunda-feira (5). As amostras foram coletadas nos dias 16 e 17 de junho, em um homem de 30 anos e uma mulher de 22 anos.   

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, os municípios já foram comunicados e realizam uma investigação epidemiológica para identificar se são casos importados ou autóctones, ou seja, adquiridos dentro do Rio de Janeiro.  

No mês passado, o estado registrou o primeiro caso da variante identificada inicialmente na Índia, em um homem de 35 anos, morador da cidade de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense. 

As autoridades da área da saúde ressaltam que, independentemente da cepa do vírus ou linhagem, as medidas de prevenção e métodos de diagnóstico e tratamento da Covid-19 seguem os mesmos, como uso de máscaras e álcool em gel, lavagem das mãos e distanciamento social.  

A Secretaria Estadual de Saúde reforça a importância da vacinação contra a Covid-19 para evitar casos graves da doença. Além disso, faz um apelo para que a população retorne para receber a segunda dose do imunizante. Estudos mostram que todas as vacinas disponíveis no Brasil são eficazes contra as variantes identificadas até o momento. 

Cerca de 800 amostras de todo o estado do Rio são sequenciadas por mês pelo programa de monitoramento genômico da Secretaria Estadual de Saúde, feito em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), Laboratório de Virologia Molecular da UFRJ, Fiocruz e Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro.

Monitoramento de variantes (21 de maio de 2021)
Foto: Reprodução / CNN