RJ: cidades ampliam faixa etária da vacinação contra gripe

Medida visa alavancar imunização no estado; cobertura vacinal no Rio de Janeiro está em 31,9%

Isabelle Resende, da CNN, no Rio de Janeiro
06 de julho de 2021 às 06:24 | Atualizado 06 de julho de 2021 às 07:33

A campanha de vacinação contra a gripe chega na última semana com cerca de 32% do público-alvo imunizado em todo estado do Rio de Janeiro.

Até agora, foram aplicadas pouco mais de dois milhões (2.215.030) de doses da vacina contra o vírus da Influenza, o causador da gripe. A meta da secretaria estadual de saúde é vacinar 6,8 milhões de pessoas em todo estado.  

Para tentar alavancar esse número (a aplicação da vacina contra a gripe na população), os municípios de Duque de Caxias e Niterói, na Região Metropolitana do Rio, e de Volta Redonda, no Sul do estado, decidiram ampliar a vacinação contra a gripe, para todas as pessoas a partir de 6 meses de idade.  

A decisão foi tomada após orientação do Ministério da Saúde. Anteriormente, a imunização era destinada aos grupos prioritários definidos pela pasta, como idosos, gestantes e pessoas com comorbidades. 

Até agora, Niterói, vacinou mais de 90 mil pessoas (92.594), o que representa 45% da população alvo. A expectativa do município é imunizar, ao todo, cerca de 200 mil pessoas. Em Duque de Caxias, 3º município mais populoso do estado, pouco mais de 64 mil pessoas foram imunizadas contra a gripe. O número está muito abaixo do esperado.    

O município do Rio, prorrogou a campanha de vacinação contra a gripe até o dia 30 de julho, e, até lá, pretende imunizar adultos a partir dos 18 anos. A data para a vacinação para esse grupo será anunciada nos próximos dias.

Desde abril, crianças a partir dos 6 meses até os seis anos já vinham sendo imunizadas contra o vírus influenza na capital fluminense. Até agora, já foram aplicadas cerca de um milhão cento e cinquenta mil (1.150.602) doses da vacina.  O que corresponde a 41,3% do público-alvo. 

A baixa cobertura vacinal levou a prefeitura de São Gonçalo a estender a campanha de vacinação até que todas as doses armazenadas nos postos sejam aplicadas. A cidade, que fica na Região Metropolitana do Rio, é a segunda mais populosa, do estado. Apenas 20% dos grupos prioritários foram vacinados. Das 407.513 pessoas somente 83.823 foram imunizadas.  

O Ministério da Saúde ressalta a importância da vacinação contra o vírus influenza para reduzir os casos graves de gripe que também pressionam o sistema de saúde, especialmente nesta época do ano.

Além disso, os sintomas da gripe podem ser confundidos com os da Covid-19, o que atrapalha o diagnóstico e tratamento da doença. Em todo Brasil, apenas 42% dos grupos prioritários estão imunizados, o que representa 34,2 milhões de pessoas.