Covid-19: Repescagem por idade será interrompida no Rio de Janeiro

Pessoas que perderam o dia da vacinação têm até este sábado (09) para receber a dose do imunizante

*Mylena Guedes, da CNN, no Rio
10 de julho de 2021 às 00:01
Funcionário prepara aplicação da Covaxin, vacina contra Covid-19, na Índia
Funcionário prepara aplicação da Covaxin, vacina contra Covid-19, na Índia
Foto: Amit Dave/Reuters (26.nov.2020)

Após cinco dias consecutivos com repescagem por idade da vacinação contra a Covid-19 no Rio de Janeiro, a prefeitura da capital decidiu interromper essas datas a partir da próxima semana. Quem perdeu o dia da imunização tem até este sábado (09) para comparecer a um posto de saúde e receber a dose.  

Procurada pela CNN, a secretaria municipal de saúde afirmou que a vacinação entrará em idades em que a população é mais numerosa e, assim, a tendência é que as repescagens sejam realizadas com menor frequência para um melhor atendimento. “É fundamental que as pessoas compareçam aos postos no dia destinado à sua faixa etária, para não perderem a oportunidade de se vacinar logo”, ressaltou a pasta em nota.  

Nesta semana, em que a população a partir dos 40 anos teve a oportunidade de receber a primeira dose, algumas pessoas escolheram a data para se vacinar de acordo com a chegada de imunizantes específicos. Ou seja, atuaram como o chamado “sommelier de vacina”, escolhendo a marca da vacina que iriam receber.  

Durante a divulgação do boletim epidemiológico nessa sexta-feira (09), o secretário de saúde, Daniel Soranz, disse que a próxima repescagem deve ser feita apenas quando os adultos de 30 anos forem vacinados.  

Na próxima semana, o calendário do município volta a ter dois dias definidos para cada idade, sendo dividido por sexo. Mulheres recebem a dose em um dia e, no seguinte, os homens. Nesta segunda-feira (12), a vacinação é destinada a mulheres de 39 anos de idade. Já as gestantes, puérperas e lactantes podem procuras os postos de saúde na quarta-feira (14).  

A capital fluminense tem mais da metade da população vacinada com a primeira dose, são 3.301.559 pessoas. Já em relação a segunda dose, 1.130.510 pessoas estão imunizadas, o que corresponde a 18,7% da população carioca. Enquanto isso, 131.711 pessoas receberam a vacina da Janssen, ministrada em dose única. 

*Sob supervisão de Helena Vieira