55 mil voluntários foram recrutados para testes da vacina russa Sputnik V

Isso é mais do que as 40 mil pessoas esperadas para compor a fase 3 da vacina

Doses da Sputnik V, vacina russa contra a Covid-19; Bahia assinou acordo para distribuir até 50 milhões de doses
Doses da Sputnik V, vacina russa contra a Covid-19; Bahia assinou acordo para distribuir até 50 milhões de doses Foto: Andrey Rudakov - 7.ago.2020/ Fundo Russo de Investimento Direto/ Reuters

Fabrício Julião*, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Em duas semanas, 55 mil voluntários foram recrutados em Moscou para participar dos ensaios clínicos da Sputnik V, informou o CEO do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF),  Kirill Dmitriev. 

Isso é mais do que as 40 mil pessoas esperadas para compor a fase 3 da vacina, considerada pelos produtores como um grande ensaio clínico pós-registro. Segundo o RDIF, a alta velocidade de recrutamento se deve “em grande parte ao entendimento dos voluntários sobre a segurança e eficácia da plataforma de vetores adenovirais humanos”, que é a base da vacina russa. 

Leia mais:
Sputnik V: Vacina entra na fase 3 de testes, diz ministro da saúde russo
Rússia vende 32 milhões de doses da Sputnik V para farmacêutica mexicana
Bahia assina acordo para distribuir até 50 mi de doses da vacina russa Sputnik V

Um estudo publicado no início do mês na revista científica The Lancet  atestou para a segurança e a resposta imune da Sputnik V. De acordo com o Fundo, mais de 250 ensaios clínicos foram realizados e mais de 75 publicações internacionais comprovaram a eficácia da vacina russa. 

“Os especialistas provaram a ausência de possíveis efeitos colaterais graves da plataforma de vetores adenovirais humanos, em contraste com as novas e ainda não comprovadas tecnologias de vetores adenovirais de macaco ou mRNA”, afimou Dmitriev. 

(*Sob supervisão de Julyanne Jucá)

Mais Recentes da CNN