Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    6 tipos de atividade física para você experimentar e não desistir

    Para ter uma vida mais ativa fisicamente, a chave é encontrar um tipo de exercício que goste e ter constância na prática

    Dança é uma das modalidades de atividade física que ajudam a queimar calorias e a ter maior coordenação corporal
    Dança é uma das modalidades de atividade física que ajudam a queimar calorias e a ter maior coordenação corporal Luis Alvarez/GettyImages

    Gabriela Maraccinida CNN

    Não é nenhuma novidade que a atividade física é essencial para a saúde como um todo. Manter o corpo em movimento reduz o risco de diversas doenças cardiovasculares, câncer, obesidade, além de ajudar a aliviar os sintomas relacionados à depressão e à ansiedade. Porém, nem sempre é fácil manter uma rotina de exercícios físicos com constância e disciplina.

    A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda, pelo menos, 30 minutos de atividade física por dia para obter todos os benefícios que uma vida menos sedentária tem a oferecer. Mas o mais importante é manter uma frequência boa de atividades físicas.

    “Para que se atinja tal constância, o recomendado é realizar uma atividade que goste, assim, irá usufruir dos benefícios do exercício com leveza e harmonia”, explica Cau Saad, professora de educação física e especialista em nutrição esportiva.

    Se você é daqueles que torcem o nariz para a musculação, saiba que existe uma infinidade de outras possibilidades para movimentar o corpo.

    “Não há um tipo de atividade ou exercício físico para cada pessoa. O fato de se buscar um caminho para se exercitar, praticar atividades físicas é muito importante e chave para se sair do sedentarismo”, afirma Saad. “Você pode explorar diferentes opções até achar uma que você se sinta bem e, aí sim, com a constância será possível perceber a diferença no humor, disposição e autoestima”, completa.

    A seguir, com a ajuda da especialista, a CNN lista 6 atividades físicas para você experimentar e não desistir mais de se exercitar. Mas, antes, vale lembrar que é fundamental buscar orientação de um profissional de educação física, além de ter a liberação de um médico para iniciar às atividades físicas.

    1. Pilates

    O pilates é uma das atividades que ajudam no desenvolvimento de força e, por isso, pode ser uma excelente alternativa a quem não gosta de musculação, conforme explica Saad.

    Exercícios de força são fundamentais para a construção e manutenção da massa muscular, prevenindo a sarcopenia e ajudando na execução de tarefas diárias como erguer objetos, carregar sacolas, entre outras. Estudos já mostraram que o pilates pode melhorar a resistência e a flexibilidade muscular, e a postura corporal, além de reduzir a dor crônica.

    2. Dança

    Se você gosta de dançar, que tal experimentar uma aula coletiva, como zumba, fit dance ou ritmos? Diversas academias oferecem esse tipo de serviço e pode ser uma excelente forma de queimar calorias, mexer o corpo e, quem sabe, fazer novas amizades.

    “A dança é uma das melhores maneiras de nos expressarmos e, de quebra, ajuda o nosso corpo em diversos processos fisiológicos e cognitivos”, afirma Saad.

    3. Lutas

    As lutas também são exemplos de treinos resistidos que ajudam no desenvolvimento de força, além de estimularem o maior equilíbrio e coordenação corporal e a queima de calorias. Para somar, as lutas ajudam a liberar quantidades razoáveis de endorfina, podendo auxiliar no alívio do estresse.

    Existem diversas modalidades que podem ser experimentadas, como boxe, judô, jiu-jitsu, muay thai, capoeira, caratê, taekwondo e kung-fu, entre outras. Existem diversas escolas especializadas em artes marciais e algumas academias também oferecem esse tipo de aula para seus alunos, vale a pena conferir.

    4. Yoga

    A yoga é uma prática excelente para promover maior consciência corporal, além de promover o equilíbrio entre mente e corpo. “A yoga é uma ótima opção para trabalhar mobilidade, flexibilidade e tônus muscular”, afirma Saad.

    Entre os benefícios da yoga estão a redução do estresse e da ansiedade, alívio de dores, controle dos batimentos cardíacos (por trabalhar exercícios de respiração também), melhora do condicionamento físico e da concentração.

    5. Funcional

    Para quem gosta de atividades mais dinâmicas, e que podem ser realizadas em qualquer lugar e não necessariamente em uma academia, o treinamento funcional é uma excelente opção. Ele conta com diversos exercícios que aprimoram movimentos e funções do dia a dia, como correr, sentar, pular, agachar, empurrar, entre outros. Isso permite que vários grupos musculares sejam trabalhados ao mesmo tempo.

    Você pode realizar esses exercícios com peso do próprio corpo ou com a ajuda de pesos livres como halteres, kattlebell, pneus, barras, e acessórios como elásticos, bolas, fitas de suspensão, cordas, cones etc. Alguns exemplos de exercícios que fazem parte de um treino funcional são: burpee, agachamento, afundo, flexão de braços, abdominais, pular corda, corrida entre cones ou com cinta elástica.

    6. Natação

    A natação é um exercício aeróbico que trabalha o corpo inteiro, promovendo a melhora do condicionamento físico, o fortalecimento dos músculos, a queima de calorias, o combate ao estresse e o controle de dores crônicas.

    Além disso, através da natação é possível adquirir uma habilidade que pode ser muito interessante para aproveitar momentos de lazer: aprender a nadar. Muitas pessoas têm aulas logo na infância, mas não existe idade certa para começar. Inclusive, a natação pode ser benéfica para a menopausa e pode promover um envelhecimento saudável.

    Alternativas gratuitas e simples

    Muitas pessoas podem não ter condições de pagar um professor particular ou a mensalidade de uma academia. Mas isso não quer dizer que elas não devam se exercitar. Saad elenca diversas formas diferentes de se exercitar de forma gratuita:

    • Usar aplicativos de atividade física;
    • Caminhar mais todos os dias;
    • Subir escadas ao invés do elevador, se possível;
    • Dançar, mesmo que seja em casa, com o auxílio de vídeos na internet ou com as suas músicas favoritas.

    Outra dica é participar de eventos que promovam atividades ao ar livre, em parques ou praças públicas. Por exemplo, no próximo dia 6, em que é celebrado o Dia Nacional do Movimento, Saad promoverá um evento gratuito a céu aberto com atividades como aulas de funcional, dança, luta, yoga e crossfit, em parceria com a prefeitura de São Paulo, o Instituto Cau Saad e as academias Conceito e Kaza Crossfit.

    O evento acontecerá esquinas da Alameda Sarutaiá com a Joaquim Eugenio de Lima, nos Jardins, em São Paulo, das 9h às 13h.

    “Uma das missões que levo é de estimular a atividade física de forma democrática, seja a plataforma que for (presencial, online). Não importa a idade e condição física. Sempre é tempo de começar e a manter uma vida mais saudável e ativa só traz benefícios, como liberação de hormônios, como a dopamina e endorfina, melhora a condição cardiovascular e ganho de autonomia”, afirma a professora.