Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Conheça 12 benefícios do yoga para a saúde do corpo e da mente

    Conheça os benefícios do yoga e como a prática que une meditação, posturas e exercícios de respiração contribui para o corpo e a mente

    Conheça quais são os benefícios da yoga para a saúde do corpo e da mente - Imagem: Imagem: Pexels/Elina Fairytale

    Da CNN

    Os benefícios do yoga vão além da saúde física, contribuindo também para a saúde mental de quem inclui a prática na rotina.

    Desde reduzir o estresse e promover o relaxamento até aumentar a força, a flexibilidade e o equilíbrio, o yoga pode trazer mais qualidade de vida e bem-estar.

    Diante dos benefícios, a ONU (Organização das Nações Unidas) criou um Dia Internacional do Yoga, comemorado em 21 de junho, com o objetivo de incentivar a inclusão de atividade física e promover um estilo de vida sustentável.

    Entenda o objetivo do yoga e saiba quais as vantagens da prática para o corpo e para a mente a seguir.

    Quais são os benefícios do yoga?

    Entenda quais são os benefícios do yoga – Imagem: Pexels/Yan Krukau /

    O yoga está relacionado a uma prática de origem indiana, que busca alinhar o corpo e a mente. Para isso, a atividade une exercícios respiratórios, meditação e posturas que têm o objetivo de promover esse equilíbrio mental e corporal.

    Existem diferentes tipos de yoga, como o vinyasa flow, o iyengar yoga e o hatha yoga, modalidade mais clássica da atividade.

    Independente da prática escolhida, é possível sentir os benefícios do yoga no corpo e na mente ao seguir uma rotina constante.

    Confira os principais benefícios a seguir.

    Promove o condicionamento físico

    As posturas do yoga, conhecidas como asanas, contribuem para o fortalecimento dos músculos do corpo e trabalham o condicionamento físico.

    Em uma sequência de posturas, é possível ativar músculos das pernas, braços e abdômen, por exemplo, promovendo assim a força e a tonificação muscular de maneira geral.

    Com isso, melhora-se também a postura corporal e promove-se o fortalecimento ósseo, contribuindo para a qualidade de vida dos praticantes.

    O yoga também contribui para o desempenho físico, especialmente os estilos mais dinâmicos da prática, como o ashtanga, que trabalha uma série de posturas, e o power yoga, vertente que foca na troca rápida dos movimentos.

    Esther Ktenas, que é professora de yoga de celebridades como Sheron Menezes, Ingrid Guimarães e Flávia Alessandra, ressalta que essa melhora do condicionamento físico vai depender da adoção de modalidades mais intensas.

    “A prática tende a melhorar resistência e o fortalecimento dos músculos de forma mais ou menos intensa, dependendo da modalidade praticada”, explica.

    Melhora a flexibilidade

    Entre os benefícios do yoga para a saúde física, destaca-se também uma melhoria na flexibilidade, promovida pelas diferentes asanas.

    A flexibilidade se desenvolve ao longo das práticas e permite soltar a rigidez muscular, que pode existir pela falta de atividades físicas, por exemplo.

    Com as posturas, articulações, músculos e tendões ganham maior flexibilidade, o que também contribui para a postura, a mobilidade e para a prevenção de lesões, além de auxiliar no alívio de dores musculares.

    Marcos Rojo, fundador do Instituto de Ensino e Pesquisas em Yoga e PhD em Yoga, explica que a prática é derivada das longas tradições orientais de alongamento, que ele inclusive relaciona com as artes marciais.

    Diminui a pressão

    As práticas de yoga podem contribuir para a redução da frequência cardíaca e da pressão sanguínea, o que traz benefícios para a saúde cardiovascular de maneira geral.

    Além disso, um dos focos do yoga é promover o relaxamento e, com isso, diminuir o estresse, um dos fatores que pode influenciar diretamente na pressão arterial.

    Com o trabalho da respiração, todo o sistema cardiovascular sente esse relaxamento e consegue atuar de maneira mais equilibrada no corpo.

    “Na prática de yoga, a gente busca esse estado de relaxamento”, afirma Rojo.

    Melhora a qualidade do sono

    Com o yoga, é possível controlar a respiração, promover o relaxamento e contribuir para o controle do sistema nervoso.

    Um dos impactos dessa contribuição é uma melhoria na qualidade do sono. Isso acontece porque as práticas do yoga, como a meditação e os exercícios respiratórios, ajudam a promover uma sensação de bem-estar.

    Dessa forma, a mente pode ficar mais calma e os problemas de insônia ou poucas horas de sono tendem a diminuir.

    Esther Ktenas relaciona a yoga à diminuição da atividade do sistema nervoso simpático e dos níveis de cortisol no corpo. Para ela, a prática pode modular os hormônios, e melhorar a qualidade do sono.

    “Enquanto a gente está com o nível do cortisol alto, nossos batimentos e nossa pressão sanguínea também estão altas. A yoga, enquanto uma pratica consciente, pode diminuir esse nível de cortisol, ajudando a modular esses hormônios, aumentando o nível de tranquilidade e melhorando o sono”, defende.

    Reduz a ansiedade e o estresse

    A ansiedade é um dos problemas de saúde mental que mais ganharam foco nos últimos anos. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), os casos de depressão e ansiedade aumentaram 25% durante a pandemia de Covid-19.

    Um dos benefícios do yoga é combater esse estresse e aliviar a ansiedade. Com os exercícios de respiração, meditação e as asanas, a atividade ensina a se concentrar no momento presente.

    Quais são os benefícios da yoga? – Imagem: Pexels /

    Com isso, é possível desenvolver um controle sobre os pensamentos e aprender a respirar de forma mais consciente, dois fatores que contribuem para o alívio do estresse e da ansiedade.

    Alivia dores

    O alívio de dores é outra consequência positiva de todos os benefícios do yoga citados anteriormente.

    Com o fortalecimento muscular, melhora no condicionamento físico e na flexibilidade, a atividade física contribui para o alívio de dores nas costas, no pescoço, nas pernas e na cabeça, por exemplo.

    Existem também práticas específicas para o alívio dessas dores, que contribuem de maneira mais direta para o combate dos problemas.

    “Algumas pesquisas mostram isso. Existe uma pesquisa de uma neurocientista espanhola, Nazareth Castellanos, fala da diminuição de dores provocadas por discopatia – dores provocadas nos discos das vértebras -, que a pratica do yoga e exercícios respiratórios ajudam a diminuir”, explicou Rojo.

    Ajuda no processo de emagrecimento

    A perda de peso não é o principal foco do yoga, mas com os benefícios da atividade, é possível sentir uma melhoria nesse quesito também.

    Isso acontece porque a prática acelera o metabolismo, contribui para o alívio da ansiedade e para a qualidade do sono, além de auxiliar no controle de açúcar no sangue e também fortalecer os músculos do abdômen.

    Tudo isso pode auxiliar no processo de quem deseja perder peso. Segundo pesquisadores, as técnicas de atenção plena podem ajudar a melhorar hábitos alimentares.

    Promove o relaxamento

    Os exercícios de respiração e a meditação são ferramentas do yoga que contribuem diretamente para o relaxamento.

    Durante a pandemia, a procura por exercícios de relaxamento e meditação disparou. De acordo com a pesquisa PICCovid, 61,7% da população brasileira recorreu a essas práticas no primeiro ano de restrições.

    Além disso, a prática de atividades físicas é uma maneira de liberar diversos hormônios no corpo, como a endorfina, conhecida como hormônio da felicidade por promover uma sensação de bem-estar.

    As posturas também contribuem para essa sensação de relaxamento e bem-estar, sendo muitas delas desenvolvidas para trabalhar exatamente esses sentimentos.

    Trabalha o equilíbrio

    Além de auxiliar na flexibilidade, o yoga também contribui para o equilíbrio do corpo, o que ajuda em outros aspectos, como na mobilidade e coordenação, por exemplo.

    Esse é um dos benefícios do yoga para o corpo, mas também para a mente, uma vez que o equilíbrio é trabalhado de maneira conjunta, incluindo sistemas corporais internos e externos.

    O foco do yoga é alcançar esse equilíbrio mental e físico, que pode influenciar na saúde como um todo. Para Esther, o trabalho do equilíbrio na yoga pode extrapolar os limites do tapete.

    “Tudo isso depende da constância, é preciso regularidade. A gente consegue levar esse equilíbrio para fora do tapete, para fora da prática. A gente aprende, com a prática, uma habilidade de voltar pro nosso centro mental”, defende a professora.

    Melhora a respiração

    Os exercícios de respiração tem como foco trazer maior consciência para o momento presente e para o próprio ato de respirar, por isso contribuem também para a redução de problemas nessa área.

    As posturas auxiliam no desenvolvimento de uma respiração mais lenta e profunda, elevando assim o volume de oxigênio aspirado e auxiliando o sistema respiratório de maneira geral.

    A meditação também trabalha esse quesito, assim como a consciência, o que ajuda a melhorar a respiração.

    Contribui para o foco

    Outro benefício da respiração consciente é o trabalho do foco. Com os exercícios, o foco é voltado para aquele momento e para aquela respiração, retendo barulhos e preocupações externas.

    Além da respiração, a meditação também ajuda a desconectar do externo para se concentrar no interno, no aqui e no agora.

    “Quando a gente aprende a controlar a nossa respeiração, quando a gente consegue voltar a nossa atenção para a respiração, a gente volta para o tempo presente e consegue se conectar com o que tá acontecendo aqui e agora”, explica Esther.

    Entenda para que serve a yoga e seus benefícios – Imagens: Pexels/Mikhail Nilov /

    Com a constância da prática, o aluno desenvolve essa capacidade de atenção, que se estende para outras atividades diárias, como o trabalho, os estudos ou mesmo estar com a mente presente nas trocas com familiares e amigos.

    Isso pode auxiliar em diversos aspectos, inclusive no tratamento de algumas doenças. Existem estudos que mostram que o yoga e a meditação reduzem sintomas de déficit de atenção em crianças, por exemplo.

    Promove a consciência corporal e emocional

    Com os benefícios do yoga sobre a prática da presença, estimulam-se também a consciência corporal e emocional.

    O yoga ajuda a entender melhor o corpo, a controlar as emoções e a compreender como o campo da saúde física e da saúde mental estão conectados.

    Isso é trabalhado por meio das posturas e das respirações, mas principalmente pelas meditações praticadas durante a atividade.

    A partir dessa consciência, o praticante pode trabalhar o autoconhecimento e, com isso, encontrar maneiras de lidar com as emoções, além de manter corpo e mente saudáveis.

    “O tempo todo a gente faz os exercícios prestando atenção. Você se mantém atento à posição do corpo, você se mantém atento a cada movimento. Isso melhora a consciência corporal. Quando você melhora a consciência de si mesmo, você percebe músculos que estão ficando tensos, má postura, quando você está fazendo um movimento inadequado”, explicou Rojo.

    Qual é o principal objetivo do yoga para o corpo e mente?

    Ao conhecer os benefícios da prática, é possível compreender melhor para que serve o yoga. O principal objetivo é trabalhar o corpo e a mente de forma conectada, estabelecendo um equilíbrio entre os dois.

    Dessa forma, a atividade busca promover a saúde mental e física, o bem-estar e a qualidade de vida aos seus praticantes.

    Tudo isso a partir do fortalecimento muscular, condicionamento físico, da consciência e do autoconhecimento, que quando trabalhados em conjunto conseguem trazer diversos benefícios para uma vida mais saudável.

    Com a prática constante, é possível observar benefícios emocionais, corporais e, para muitas pessoas, espirituais. Para Rojo, a prática de yoga hoje em dia contempla não só aqueles que buscam relaxamento , como também quem quer cuidar do corpo.

    “O yoga tem uma mensagem pro corpo, pra mente e pra alma. Antigamente, a prática de yoga era destinada para aqueles que buscam autoconhecimento. Hoje a gente usa o yoga para melhorar estados mentais, mas também a postura física e tônus muscular. Cada um vai buscar o que pretende”, diz o professor.

    Como você pode começar a praticar yoga?

    De maneira geral, qualquer pessoa pode praticar yoga. As restrições podem aparecer em algumas posturas específicas e o acompanhamento profissional é importante para indicar as limitações de cada pessoa.

    O ideal é começar aos poucos, com práticas para iniciantes, e evoluir de acordo com o desenvolvimento do equilíbrio, do condicionamento físico e da consciência mental e corporal.

    Algumas dicas para iniciar a prática são:

    • encontrar um local silencioso e confortável para a prática;
    • usar roupas confortáveis, que permitam o movimento;
    • procurar um profissional especializado;
    • respeitar os limites do corpo;
    • manter a constância.

    Acompanhe as últimas notícias sobre saúde e bem-estar com a CNN

    Tópicos

    Tópicos