600 mil pessoas não voltaram para receber 2ª dose da AstraZeneca, segundo Saúde

Até o momento, 3,3 milhões de pessoas já foram completamente imunizadas com a vacina

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

De acordo com dados do Ministério da Saúde, cerca de 600 mil pessoas não apareceram para receber a segunda dose da vacina da AstraZeneca. As informações são da analista de Economia da CNN Raquel Landim.

Até o momento, 3,3 milhões de pessoas já foram completamente imunizadas com o medicamento. Outras 3,9 milhões já poderiam ter tomado a vacina e ainda não a receberam.

Efeitos colaterais

O Sindicato dos Enfermeiros do Rio de Janeiro (SindEnfRJ) recebeu relatos de profissionais que atuam nos postos de vacinação sobre a rejeição do imunizante da AstraZeneca devido ao receio de algumas pessoas com relação aos efeitos colaterais do imunizante.

O vice-presidente Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Renato Kfouri, alerta que “é muito frequente o indivíduo apresentar algum sintoma após receber uma vacina”. “É o que chamamos de eventos adversos”, explica. 

“Ter um dia ou dois de febre ou mal-estar passa, isso se resolve sozinho. Perto da complicação que a Covid-19 pode trazer, é incomparável”, completa. 

Questionado sobre a situação, o Conselho Federal de Medicina disse que, apesar de não ter recebido queixas ou denúncias sobre esses casos, as pessoas devem ser imunizadas com a vacina disponível no posto naquele momento, já que escolher o imunizante e se recusar a tomar outro retarda a proteção da pessoa e a deixa vulnerável desnecessariamente por mais tempo.

As vacinas contra a Covid-19 garantem proteção porque previnem a doença, especialmente nas formas graves, reduzindo as chances de morte e internações.

Embora não impeça o contágio e nem a transmissão do vírus, a vacinação é essencial, já que induz o sistema de defesa do corpo a produzir imunidade contra o coronavírus pela ação de anticorpos específicos, segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

Profissional da saúde prepara vacina AstraZeneca-Oxford para aplicação
Profissional da saúde prepara vacina AstraZeneca-Oxford para aplicação
Foto: Valentyn Ogirenko/Reuters (5.mar.2021)

(Publicado por Nathallia Fonseca)

Mais Recentes da CNN