8 sinais de apneia do sono e ronco que merecem atenção

Ronco é um dos principais sintomas da apneia do sono

Apneia do sono é distúrbio do sono em que a pessoa para de respirar por 10 segundos
Apneia do sono é distúrbio do sono em que a pessoa para de respirar por 10 segundos Foto: Kinga Cichewicz / Unplash

Sandee LaMotteda CNN*

Ouvir notícia

A apneia obstrutiva do sono é um distúrbio do sono grave em que as pessoas param de respirar por 10 segundos ou mais de cada vez.

O ronco pode ser um sinal chave de apneia obstrutiva do sono – mas em algum momento de nossas vidas, todos nós roncamos. Um resfriado ou alergia pode bloquear as passagens nasais, algumas bebidas perto da cama relaxam automaticamente os músculos da língua, palato e garganta — e antes que percebamos, estamos inconscientemente forçando o ar a passar pelos tecidos moles, causando vibrações que escapam como um ronco.

“O ronco pode ser normal e não é algo para se preocupar”, disse a especialista em sono Rebecca Robbins, instrutora da divisão de medicina do sono da Escola de Medicina de Harvard.

“Quando o ronco é alto e estridente, ou é interrompido por pausas na respiração, é aí que começamos a nos preocupar”, disse Robbins.

Estima-se que pelo menos 25 milhões de americanos e 936 milhões de pessoas em todo o mundo podem sofrer de apneia obstrutiva do sono, com muitos mais não diagnosticados.

‘Pode ser muito assustador’

É chamado de apneia do sono “obstrutiva” porque, ao contrário da apneia do sono central — na qual o cérebro ocasionalmente pula dizendo ao corpo para respirar — a apneia do sono obstrutiva é devido a um bloqueio das vias aéreas por tecidos moles fracos, pesados ​​ou relaxados.

“O indivíduo está fazendo um esforço com a barriga e com o peito para que possa entrar e sair o ar, mas por causa da obstrução nas vias aéreas superiores, a pessoa não consegue. Muitas vezes a pessoa não está ciente dessa luta, que pode ser muito assustadora para quem está observando”, disse o especialista em sono Raj Dasgupta, professor associado de medicina clínica da Escola de Medicina de Keck da Universidade do Sul da Califórnia.

Se não for tratada, a apneia obstrutiva do sono coloca você em alto risco de hipertensão, doenças cardíacas, diabetes tipo 2 ou depressão, até mesmo uma morte precoce, de acordo com a Academia Americana de Medicina do Sono.

Como você sabe quando seu ronco se tornou perigoso para sua saúde? Especialistas em sono usam um questionário de sono com um indicativo fácil de seguir: STOP BANG (parar o barulho, em inglês).

S significa ronco

O ronco é um indicador-chave, por isso lidera a lista de possíveis sinais de alerta. Mas este não é um ronco lamentável e choroso, e certamente não é um ronco que alguém possa chamar de “fofo”.

“Estamos falando de um ronco alto e desagradável, do tipo que abafaria as conversas ou seria ouvido através de portas fechadas”, disse Dasgupta.

“Alguns dos parceiros de quarto de meus pacientes com apneia obstrutiva do sono descrevem os roncos de seus colegas como ouvindo um ‘urso morrendo’ ou uma cena de ‘Jurassic Park'”, acrescentou.

T significa cansado

Estar muito cansado durante o dia é um indicador primordial de sono ruim. Combinado com o ronco, pode ser um sintoma revelador da apneia do sono.

“A sonolência diurna é um dos fortes preditores de apneia do sono”, disse Robbins.

“Adormecer a qualquer momento — sentar-se para uma pausa depois do almoço, em um cinema — esses são todos os sintomas característicos, juntamente com a fadiga e o ronco”, disse Robbins, coautor do livro Dormir para sucesso! Tudo o que você precisa saber sobre o sono, mas está cansado demais para perguntar.

O significa ‘observado’

Muitas pessoas — se não a maioria — não têm ideia de que roncam à noite. Nem eles sabem que param de respirar durante a noite – a menos que o bloqueio seja tão grande que eles acordem ofegantes e engasgados.

“O ‘O’ significa apneia observada, e isso é realmente pior do que apenas ronco”, disse Dasgupta. “Uma apneia significa que não há fluxo de ar — nenhum ar entrando, nenhum ar saindo. Você não está respirando. A apneia observada é realmente uma bandeira vermelha.”

Parceiros de cama são muitas vezes a chave para a identificação da apneia obstrutiva do sono.

“Ver seu parceiro parar de respirar, roncar, tossir ou respirar fundo são sinais de que o ronco pode não ser normal, e então é algo que merece atenção de um especialista em sono”, disse Robbins.

P significa pressão – pressão alta

A apneia obstrutiva do sono pode levar à hipertensão. Toda vez que uma pessoa para de respirar por alguns segundos, o sistema nervoso simpático do corpo entra em ação e aumenta a pressão arterial. Além disso, o corpo libera hormônios do estresse chamados catecolaminas, que também podem aumentar a pressão arterial ao longo do tempo.

Embora ter hipertensão por si só não seja um sinal de distúrbio do sono, pode ser um sinal de alerta quando combinado com outros sinais indicadores. Felizmente, os tratamentos para a apneia obstrutiva do sono, como a pressão positiva contínua nas vias aéreas, ou CPAP, não apenas demonstraram ajudar na apneia do sono, mas também reduziram a pressão arterial.

B significa IMC

O índice de massa corporal (IMC) é uma pontuação comumente usada para indicar níveis de peso. Para medir o IMC, os profissionais de saúde usam dados de altura e peso para rastrear mudanças no peso em relação à altura. Seu peso é considerado normal se seu IMC estiver entre 18,5 e 24,9. Você é considerado acima do peso quando seu IMC está entre 25 e 29,9 – e um IMC de 30 ou mais indica que você é obeso.

Pessoas obesas ou extremamente obesas — com um IMC de 35 ou mais — frequentemente sofrem de apneia obstrutiva do sono porque o peso extra na boca, língua e pescoço colapsam esses tecidos moles, tornando mais difícil respirar facilmente sem roncar.

“A perda de peso pode ser uma grande parte da recomendação de um profissional de saúde para tratar a apneia do sono”, disse Robbins.

A apneia obstrutiva do sono tem aumentado em todo o mundo à medida que a obesidade atingiu proporções epidêmicas, mas não era vista com tanta frequência antes da década de 1970, acrescentou ela.

“Na medicina do sono, brincamos que Humpty Dumpty foi um dos primeiros casos de apneia obstrutiva do sono porque ele tinha uma barriga grande e provavelmente tecido extra ao redor do palato mole. Ele corria o risco de adormecer o tempo todo e cair da parede”, disse Robbins.

“Isso era uma canção de ninar e, na época, uma anomalia. Mas agora, infelizmente, está se tornando cada vez mais comum com o aumento do índice de massa corporal que estamos vendo em todo o país e no mundo”, acrescentou.

A é para a idade

O tônus ​​muscular enfraquece à medida que envelhecemos, inclusive no palato mole e no pescoço. Portanto, ter mais de 50 anos é outro sinal potencial de que seu ronco pode ser – ou se transformar em – apneia obstrutiva do sono.

Há algumas boas notícias — estudos estão começando a descobrir que a apneia do sono em idosos tende a ser do tipo leve a moderado, com os casos mais graves ocorrendo em idades mais jovens.

Sono
Dormir a qualquer momento pode ser sinal de apneia do sono/ Andisheh A/Unsplash

N é para o pescoço

Ter uma grande circunferência do pescoço, seja por excesso de peso ou genética, também é um indicador-chave de potencial apneia obstrutiva do sono.

“Agora você não quer ser um esquisito e começar a medir o pescoço do seu ente querido à noite”, disse Dasgupta. “A regra geral sempre será um tamanho de colar maior que 43 centímetros para um homem e mais de 40,6 centímetros para uma mulher, o que o colocará em maior risco de apneia do sono”.

G é para gênero

Você é um homem? Então, infelizmente, isso também aumenta o risco de apneia obstrutiva do sono. Algumas das razões podem ser que os homens tendem a ter línguas mais gordas e carregam mais gordura na parte superior do corpo do que as mulheres, especialmente no pescoço. Os homens também tendem a ter mais “gordura na barriga”, o que pode dificultar a respiração em geral.

“No entanto, definitivamente vemos muito mais apneia obstrutiva do sono em mulheres após a menopausa”, disse Dasgupta.

Avaliação de necessidades de alto risco

Agora é hora de pontuar seu risco. Dê a si mesmo um ponto para cada resposta “sim”. Se você marcou entre cinco e oito, você tem alto risco de ter apneia obstrutiva do sono e deve ser avaliado por um especialista em sono.

“Os testes de sono hoje em dia são muito mais fáceis de obter do que nos anos anteriores, quando você só podia ir a um laboratório do sono”, disse Dasgupta. “Você não precisa ficar preso no laboratório com vários fios em você, parecendo Frankenstein. Você pode fazer um teste de sono em casa na sua própria cama, o que é bom.”

Mas não ignore seus sintomas, pois os efeitos negativos sobre a saúde não devem ser ignorados, diz a Academia Americana de Medicina do Sono: “Como um alarme de incêndio, o ronco é um aviso de perigo que exige sua atenção”.

Se sua pontuação estiver entre zero e dois, seu risco é obviamente baixo, portanto, o ronco provavelmente não será uma grande preocupação para sua saúde. Uma pontuação de três a quatro coloca você em um risco intermediário, mas isso não significa que você deva ignorar seus sintomas, especialmente se você compartilha sua cama com um ente querido, disse Dasgupta.

“É sempre bom ser uma pessoa legal e, se isso afeta seu parceiro de cama, acho que vale a pena ser avaliado”, disse ele. “Se o seu parceiro de cama é acordado várias vezes durante a noite pelo seu ronco ou não consegue adormecer por causa dos seus roncos, então esse parceiro de cama vai ser privado de sono, e isso não é bom para a saúde dele.”

Tratamentos

O tratamento de escolha para a apneia do sono é o uso de uma pressão positiva contínua nas vias aéreas, ou CPAP. Ao empurrar o ar para os pulmões através de uma máscara nasal, o dispositivo ajuda a manter as vias aéreas desobstruídas durante a noite.

A perda de peso pode diminuir significativamente – ou até mesmo eliminar a apneia obstrutiva do sono, pois a perda de massa de tecido na boca, língua e pescoço alivia a pressão nas vias aéreas. Os médicos também podem prescrever um aparelho oral projetado para ampliar as vias aéreas, movimentando a língua ou a mandíbula para frente.

Se problemas anatômicos, como pólipos nasais, amígdalas ou adenoides aumentadas ou desvio de septo, estiverem contribuindo para a apneia, a cirurgia pode ser recomendada.

Casos leves de apneia do sono podem responder à “terapia posicional”, uma maneira elegante de dizer manter as pessoas que dormem de lado em vez de costas durante o sono, o que pode melhorar o fluxo das vias aéreas e reduzir o ronco.

“Sou um grande fã de soluções simples e caseiras, como costurar bolas de tênis nas costas do pijama para evitar que as pessoas se virem de costas”, disse Dasgupta.

“Você pode ser ainda mais criativo colocando um sutiã em alguém ao contrário e depois colocando bolas de tênis”, sugeriu Robbins.

 

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN