Alexandre Garcia: Grupo prioritário não procurar vacina é preocupante

No quadro Liberdade de Opinião desta segunda-feira (10), o jornalista falou sobre a distribuição de 1,1 milhão de doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta segunda-feira (10), Alexandre Garcia falou sobre a distribuição de mais de um milhão de doses da vacina da Pfizer/BioNTech contra a Covid-19 para as capitais brasileiras. 

“A vacina da Pfizer é bem-vinda, sem a menor dúvida. Qualquer vacina é bem-vinda. A gente fez uma aplicação muito grande de vacinas, quase 47 milhões de doses já foram aplicadas [no Brasil]. Nós já deixamos para trás o pioneiro em vacinação, que foi o Reino Unido, que começou [a imunizar] na primeira quinzena de dezembro. Mas são os Estados Unidos que estão dando um exemplo de vacinação, inclusive usando a vacina da Pfizer”, iniciou o jornalista.

“Uma coisa que me preocupa, e que ouvi na entrevista com o João Gabbardo [coordenador-executivo do Centro de Contingência da Covid-19 em São Paulo], é a não procura [de vacinas] por parte das faixas etárias que estão sendo beneficiadas com a vacina.”

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião
Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (10.mai.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

Mais Recentes da CNN