Anvisa já recebeu nove pedidos para registrar autotestes

Agência tem até 30 dias para responder às solicitações

Rachel Vargasda CNN

em Brasília

Ouvir notícia

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu, até o início da noite desta terça-feira (1), nove solicitações para registrar autotestes no Brasil.

Desses pedidos, quatro já estão em análise, segundo fontes da agência. Os demais serão analisados à medida que a equipe responsável finalizar a verificação dos primeiros pedidos.

A Anvisa tem 30 dias para responder às solicitações, mas a ideia é dar celeridade aos processos e responder no menor tempo possível.

A gerência geral de tecnologia de produtos para a saúde é quem vai decidir se o autoteste poderá ou não ser disponibilizado para venda nas farmácias e estabelecimentos de saúde do país.

A liberação do registro dos autotestes vai depender de diversos aspectos como eficácia e segurança, regularidade da documentação técnica, acessibilidade das instruções de uso, como armazenagem e descarte do produto para o usuário leigo, viabilizando, dessa forma, a utilização de forma adequada do produto.

Na última sexta-feira (28), a Anvisa autorizou por unanimidade o uso de autotestes de Covid-19 no Brasil.

Na ocasião, a Diretoria Colegiada analisou a solicitação feita pelo Ministério da Saúde e regulamentou os requisitos e procedimentos para que esse tipo de teste seja distribuído, comercializado e utilizado no país.

Mais Recentes da CNN