Governo continua estimulando que empresários comprem vacina, diz Bolsonaro à CNN

O governo federal continua estimulando a negociação entre os empresários sobre a compra de vacinas da Covid-19, disse o presidente

Leandro Magalhães, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

 

O presidente Jair Bolsonaro afirmou à CNN, em declaração exclusiva nesta segunda-feira (25), que o governo federal continua estimulando a negociação entre os empresários sobre a compra de vacinas da Covid-19. 

“Desde o ano passado, nós abrimos negociação para compra de vacinas. Diferente do que estão falando por aí, o governo continua estimulando essa negociação com os empresários. Nós demos o sinal verde para eles lá atrás”, destacou.

 

O presidente também rechaçou que a possibilidade de compra de vacinas por empresas poderia ser interpretada como um “fura fila”.

“Não existe nada de furar fila. Uma parte das vacinas seria doada ao Governo Federal. E a outra parte seria usada pela empresa que comprou. O critério de uso da parte que ficaria com as empresas compete às empresas. A outra metade ficaria com o SUS”, ressaltou.

Nesta semana, empresas se uniram para comprar pelo menos 11 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca.

Pelo acordo, metade do lote dos imunizantes seria doada para o Sistema Único de Saúde. A outra parte seria usada pelas próprias empresas para vacinar seus funcionários.

Nesta segunda, entretanto, algumas empresas, como Vale, Itaú e Petrobras, discordaram do uso da vacina por empresas, já que a compra permitiria a imunização fora de grupos prioritários, mas que poderia diminuir a disponibilidade de vacinas por governos. Empresários defendem a doação integral dos insumos ao SUS. A negociação continua em andamento.

Mais Recentes da CNN