Brasil ultrapassa 100 mil casos diários de Covid e registra 251 mortes

Com novos números, média móvel de casos cresceu para 68.140, enquanto a média móvel de óbitos ficou em 139

Mulher é submetida a teste de Covid-19 no Rio de Janeiro
Mulher é submetida a teste de Covid-19 no Rio de Janeiro 12/01/2022REUTERS/Lucas Landau

Kaluan Bernardoda CNN

Ouvir notícia

O Brasil registrou 112.286 casos de Covid-19 e 251 mortes decorrentes da doença nesta sexta-feira (14), de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde.

Com isso, o país  aumentou o número de mortes em relação ao dia anterior, quando foram registradas 174 mortes.

A média móvel de casos, considerando os últimos sete dias, ficou em 68.140, enquanto a de óbitos ficou em 139.

Variantes Delta e Ômicron podem provocar até 2 mil mortes em Manaus, diz biólogo

Um ano após viver o colapso no sistema de saúde, com pessoas morrendo por Covid-19 em hospitais desabastecidos de oxigênio, um grupo de pesquisadores prevê que a cidade de Manaus pode enfrentar uma terceira onda da pandemia.

Um estudo, ainda não revisado por outros cientistas, publicado na rede ResearchGate indica que a capital amazonense – que tem menos de 60% da população totalmente vacinada – pode sofrer mais mil mortes pelo coronavírus até 85% de imunização entre os moradores. Leia mais.

O que explica um aumento mais lento no número de mortes do que de casos de Covid-19

Apesar do crescimento de óbitos, ele vem em um ritmo mais lento do que o de casos. Vacinação e eo impacto da variante Ômicron ajudam a explicar a discrpância. Especialistas explicam à CNN. Leia mais.

Estudo: reforço da Janssen tem 85% de eficácia contra hospitalização por Ômicron

A aplicação de uma dose de reforço da vacina contra a Covid-19 da Janssen, originalmente adotada como esquema de dose única, reduz os riscos de hospitalização em pacientes infectados pela variante Ômicron do novo coronavírus. Leia mais.

Erramos: O título anterior dizia que o número de casos dobrou em relação ao dia anterior. O crescimento, na verdade, foi de 44%.

Tópicos

Mais Recentes da CNN