Butantan oferece 10 milhões de doses infantis a pronta entrega e contrato com governo será fechado

Proposta está sendo analisada pela pasta; contrato deverá ser fechado até, no máximo, o início da próxima semana

Rachel VargasTainá Falcãoda CNN

em Brasília e São Paulo

Ouvir notícia

O Ministério da Saúde recebeu, na tarde desta terça-feira (1º), o ofício enviado pelo Instituto Butantan com a proposta de venda de doses da vacina Coronavac para vacinar crianças com idade entre 6 e 17 anos.

O ofício informa que o instituto pode disponibilizar 10 milhões de doses a pronta entrega, além de 20 milhões de doses adicionais para após 20 a 25 dias, caso seja de interesse do governo.

A proposta está sendo analisada pela equipe técnica da pasta, mas segundo apuração da CNN o contrato será fechado até, no máximo, o início da próxima semana. Se a parte burocrática permitir, pode ser que a assinatura seja firmada até esta sexta-feira.

A ideia da pasta é adquirir os 10 milhões de doses do imunizante a pronta entrega. O valor das doses, segundo fontes que analisam a proposta, é abaixo dos U$ 10 (dólares), valor que estava sendo praticado nos contratos anteriores.

A aplicação da vacina Coronavac no público com idade entre 6 e 17 anos foi aprovada pela Anvisa no dia 20 de janeiro. O Ministério da Saúde recomendou o uso e disse que antes de comprar mais doses verificaria o estoque nos estados e municípios.

O levantamento inicial da pasta apontou ter cerca de 9 milhões de doses disponíveis para aplicação, sendo 3 milhões nos estoques dos estados e o restante com o governo. Tanto o imunizante quanto o intervalo entre as doses da Coronavac, 28 dias, é o mesmo para o público infantil e adulto.

Mais Recentes da CNN