Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Campanha de multivacinação para crianças e adolescentes começa nesta sexta

    Cerca de 45 mil postos de vacinação em todo o país estarão abertos para a aplicação de imunizantes contra doenças como caxumba, sarampo, tuberculose e poliomielite

    Lucas Rochada CNN*

    em São Paulo

    A Campanha Nacional de Multivacinação para crianças e adolescentes até 15 anos começa nesta sexta-feira (1º). Até o dia 29 de outubro, cerca de 45 mil postos de vacinação em todo o país estarão abertos para aplicar os 18 imunizantes que compõem o Calendário de Vacinação deste público (veja quadro abaixo).

    O dia “D” da campanha será realizado no sábado, 16 de outubro. A iniciativa do Ministério da Saúde tem como objetivo atualizar a caderneta de vacinação das crianças e jovens e reforçar a proteção contra doenças como catapora, caxumba, poliomielite (paralisia infantil), sarampo e tuberculose.

    Também há imunizantes contra enfermidades como coqueluche, febre amarela, rubéola, hepatites A e B, meningite C e contra o vírus HPV.

    Desde 2015, o Brasil apresenta uma tendência de queda na cobertura vacinal. O país registrou, em 2016, um índice abaixo do ideal de 90% e chegou ao pior nível em 2020, com 75%, segundo dados do DataSUS.

    Com a atualização da situação vacinal, o ministério conta com um aumento da proteção contra doenças. A medida poderá reduzir a ocorrência de surtos e internações, além de sequelas, tratamentos de reabilitação e mortes.

    As vacinas disponibilizadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) são seguras e estão registradas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

    Campanha Nacional de Multivacinação de 2021
    Arte/CNN

    Reforço na prevenção à Covid-19

    De acordo com o Ministério da Saúde, os serviços de saúde foram orientados a reforçar as medidas e protocolos de segurança para evitar a contaminação pela Covid-19 durante a aplicação das vacinas.

    As recomendações incluem a utilização de espaços ventilados ou ao ar livre, a realização do distanciamento social dentro das unidades de saúde, salas ou postos de vacinação e o oferecimento de locais para a higienização das mãos.

    As medidas de prevenção à Covid-19 também se estendem para a população, como o uso de máscara nos pontos de vacinação, evitar colocar as mãos no nariz, nos olhos e na boca, além da higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel 70%.

    *Com informações de Carla Bridi, da CNN, em Brasília