Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Chocolate serve como pré-treino? Entenda

    O doce é uma fonte de energia de rápida absorção; nutrólogo explica se é uma boa opção para comer antes do treino

    Chocolate é uma fonte de cardoibratos de rápida absorção, fornecendo energia rápida para o treino
    Chocolate é uma fonte de cardoibratos de rápida absorção, fornecendo energia rápida para o treino gustavo ramirez/GettyImages

    Gabriela Maraccinida CNN

    O chocolate é um dos doces mais consumidos no mundo e não é à toa: além de saboroso, ele libera hormônios relacionados ao bem-estar, como dopamina, serotonina e endorfina. Sua versão amarga, com alto teor de cacau, traz diversos benefícios para a saúde. Além disso, por conter açúcar, é uma fonte de carboidratos. Por isso, há quem aposte nele como uma opção de pré-treino.

    Consumir doces antes do treino não é exatamente uma novidade. Recentemente, tem se popularizado o consumo de doce de leite como pré-treino, por ser uma fonte de carboidratos de rápida absorção, fornecendo energia para o treino. Nesse sentido, o chocolate também poderia ser uma opção para o pré-treino?

    Segundo Rodrigo Neves, médico pós-graduado em endocrinologia e nutrologia, sim, o chocolate pode ser usado como uma opção de pré-treino, desde que consumido com moderação. “Principalmente devido ao seu conteúdo de carboidratos, que pode fornecer energia, e devido à presença de compostos bioativos, como a teobromina e a cafeína, que têm potencial para melhorar o desempenho”, explica.

    Entre os benefícios do chocolate no pré-treino, o especialista lista:

    • Energia rápida: os carboidratos presentes no chocolate podem ser uma fonte de energia rápida, sendo benéfico para o desempenho no treino, especialmente em atividades de alta intensidade;
    • Melhora da função cerebral: a cafeína e a teobromina, presentes em quantidades variáveis no chocolate, são conhecidas por suas propriedades estimulantes, podendo melhorar o foco, a concentração e a redução da percepção do esforço;
    • Benefícios para a saúde cardiovascular: estudos indicam que os flavonoides presentes no chocolate, especialmente no chocolate amargo, podem melhorar a saúde cardiovascular, aumentando o fluxo sanguíneo e diminuindo a pressão arterial. Esses benefícios, teoricamente, podem contribuir para um melhor desempenho.

    Porém, vale lembrar que é importante saber escolher qual chocolate consumir antes do treino. O chocolate amargo, por possuir alta concentração de cacau, é a melhor opção. “O chocolate amargo é preferível ao leite ou ao chocolate branco como pré-treino devido ao seu maior conteúdo de cacau, que é rico em compostos bioativos como flavonoides. Esses compostos têm propriedades antioxidantes e podem promover uma série de benefícios à saúde, incluindo a melhoria da função endotelial e a redução da inflamação”, explica Neves.

    Além disso, a versão amarga tende a ter menos açúcar e gordura em comparação com outros tipos de chocolate.

    Quanto tempo antes do treino é bom consumir chocolate?

    Para obter os melhores benefícios do chocolate como pré-treino, é preciso consumi-lo no momento certo. Isso pode depender de diferentes fatores, incluindo a digestão individual e o tipo de treino planejado, conforme explica o nutrólogo.

    “Geralmente, é recomendado consumi-lo cerca de 30 minutos a 1 hora antes do exercício. Isso dá tempo suficiente para que a cafeína e outros compostos bioativos sejam absorvidos e comecem a agir, além de permitir a digestão dos carboidratos para fornecer energia”, orienta.

    Porém, o especialista ressalta que o consumo de chocolate, principalmente em quantidades maiores, pode não ser adequado para todos antes do exercício, principalmente para quem tem sensibilidade à cafeína ou possui problemas digestivos. “É sempre recomendável começar com pequenas quantidades para avaliar a tolerância individual”, indica Neves.

    Por fim, vale lembrar de associar o chocolate a uma alimentação equilibrada e inserir outras opções de alimentos como pré-treino na rotina, trazendo uma variedade de alimentos para a dieta. Além disso, o consumo moderado é crucial para o bom proveito dos benefícios, já que o excesso de açúcar, mesmo em chocolate amargo, pode contribuir para o aumento do peso e aumento da glicemia.