Com doses da Fiocruz, municípios do Rio conseguem manter e retomar a vacinação

Estado do Rio de Janeiro conseguirá manter a vacinação pelo menos até o final de semana com a chegada da nova remessa de doses da vacina produzida na Fiocruz

Ministério da Saúde recomenda tomar primeiro a vacina contra a Covid-19, e depois a vacina contra a gripe
Ministério da Saúde recomenda tomar primeiro a vacina contra a Covid-19, e depois a vacina contra a gripe Foto: Morsa Images/GettyImages

Beatriz Puente*, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

 Com a distribuição das 215.250 doses da vacina Oxford/AstraZeneca aos 92 municípios do estado, o Rio de Janeiro tem um respiro no calendário de imunização. As três cidades que tinham interrompido a aplicação da vacina por falta de doses, Duque de Caxias, Niterói e Guapimirim, já informaram que vão retomar a imunização nesta sexta-feira (16). 

Na capital, a Secretaria Municipal de Saúde informou que, com a chegada do novo lote, conseguirá manter a imunização até o final desta semana. Mais um lote da vacina disponibilizada pela Fiocruz tem previsão de ser entregue ainda nesta semana. Nesta sexta-feira (16), a prefeitura do Rio vacina homens com 62 anos e profissionais de saúde com 50 anos, na parte da tarde. 

Com 8.530 vacinas, a cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, será retomada a aplicação da vacina em idosos a partir de 60 anos. Em Caxias, a vacinação está interrompida desde o dia 12, inclusive para a segunda dose. Apenas profissionais de saúde estavam recebendo o imunizante. Também na Baixada, o município de Guapimirim estava com a imunização suspensa há pelo menos uma semana. Com a chegada das novas doses, a cidade irá vacinar idosos a partir de 62 anos.

Em Niterói, a vacinação será para idosos a partir de 64 anos e profissionais da área de saúde a partir de 40 anos. O município tinha interrompido o calendário na quarta-feira (14), quando o estoque de vacinas para primeira dose acabou. Agora, a prefeitura disponibilizou 8.560 vacinas da Oxford/AstraZeneca para aplicar a primeira dose.

 Na noite de quarta-feira (14),  200 doses da Coronavac desapareceram no município de São João de Meriti. Os 20 frascos correspondem a 200 doses. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de São João de Meriti informou que afastou toda a equipe de vacinação da unidade que está sendo investigada criminal e administrativamente.

Esse não é o primeiro caso de desvio de doses da Coronavac no estado. Na capital, o furto de 50 doses da CoronaVac no dia (04) deste mês segue em apuração. O suspeito deste caso foi até a sala de Imunizações de um posto de Saúde, na Zona Norte do RJ e levou os frascos da vacina. A polícia apura qual o objetivo do desvio. Daniel Soranz, secretário de Saúde da capital determinou que um responsável do posto registrasse o caso.

Em todo o estado do Rio de Janeiro, já foram 1.790.789 doses aplicadas. Cerca de 490 mil pessoas já foram totalmente imunizadas. A maior parte dos vacinados foi na capital, com 1.179.647 doses aplicadas, cerca de 17% da população carioca.

*Estagiária sob supervisão de Isabelle Saleme

Mais Recentes da CNN