Conselho Federal de Enfermagem registra 8 mortes por coronavírus

Houve 17 mortes de enfermeiros e técnicos de enfermagem da linha de frente de combate ao coronavírus, mas algumas ainda estão sendo investigadas

Enfermeira com máscara de proteção em hospital de Brasília
Enfermeira com máscara de proteção em hospital de Brasília Foto: Adriano Machado - 10.mar.2020/ Reuters

Daniel Motta

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Um levantamento do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) contabilizou 17 mortes de enfermeiros e técnicos de enfermagem que estavam na linha de frente de combate ao coronavírus. Das dezessete mortes, oito foram confirmadas para COVID-19 e as outras ainda estão sob investigação.

De acordo com os dados do Cofen, a cidade de São Paulo lidera o número de mortes de profissionais da enfermagem com oito casos, seguida por Recife, que teve três mortes. 

Houve mortes também em Brasília (2), Goiânia (1), Mossoró no Rio Grande do Norte (1),São Gonçalo no Rio de Janeiro(1) e Porto Alegre(1).

Os dados contabilizam mortes registradas dos dias 20 de março até está quarta-feira (8).

Ainda segundo o levantamento do Conselho Federal, das 17 vítimas, cinco eram enfermeiras e 12 eram técnicos. 

Seis dos profissionais de saúde que morreram tinham mais de 60 anos e a mais jovem tinha 29 anos de idade.  Quanto ao sexo doze eram mulheres e cinco homens.

Segundo o presidente do Cofen, Manoel Neri, a exposição à doença somada à falta de equipamentos de proteção adequada coloca en risco a vida dos profissionais.

Nas últimas três semanas profissionais de saúde dos 26 estados e do Distrito Federal têm denunciado a falta de Equipamentos de Proteção Individual as denúncias atualizadas pela entidade já chegam a 2.900.

 

Mais Recentes da CNN